Tamanho do texto

Marcas de cerveja mais compartilhadas durante o carnaval pelos usuários foram a Heineken, com 20%. Em seguida vieram Skol e Budweiser; veja

Brasil Econômico

Empresa utiliza inteligência artificial (A.I) para reconhecer logos de marcas compartilhadas nas redes sociais. A novidade permite a total contagem das interações - likes, reações e os próprios compartilhamentos - dos usuários em relação aos produtos consumidos, que antes só podiam ser calculadas caso o usuário identificasse em formato de texto qual marca estava consumindo.

Leia também: Facebook anuncia recurso para facilitar localização em situações de emergência

Inteligência Artificial no Facebook Messenger? Medida promete facilitar a vida do consumidor em relação aos atendimentos
shutterstock
Inteligência Artificial no Facebook Messenger? Medida promete facilitar a vida do consumidor em relação aos atendimentos

Com a evolução nos últimos 15 anos das aplicações em inteligência artificial , o recurso se tornou mais acessível ao mercado e permitiu que a E.life, empresa de consultoria global especializada em inteligência de mercado e gestão de relacionamento digital, incorporasse em seus serviços a tecnologia.

Como?

Para chegar ao resultado a E.life teve que cruzar o monitoramento das redes sociais com a identificação automática de imagens para que assim, pudesse identificar por meio das imagens, quais as bebidas mais compartilhadas pelos usuários durante o Réveillon e Carnaval, e também as marcas mais associadas à #gordices.

Já com a tecnologia em prática foi possível concluir que durante o carnaval as marcas de cerveja mais compartilhadas pelos consumidores foram a Heineken, com 20%, a Skol, com 11% e a Budweiser, com 6%.

Leia também: Telefone.ninja expõe dados de usuários, mas não espalha vírus, diz especialista

Outros passos

Você já teve alguma experiência com bots ou robôs de autoatendimento? Bom, a E.life está utilizando as redes neurais da A.I para levar a tecnologia ao Facebook Messenger.   A intensão da empresa não é apenas tornar mais eficiente as demandas do consumidor, mas também utilizar a técnica para prever – de modo mais fácil – os contextos das mesmas.

“As novas técnicas de inteligência artificial e o uso de APIs de parceiros como Amazon, Google e Facebook permitem aplicações inimagináveis há 10 anos. Estamos combinando o que já fazemos de melhor em inteligência e Social CRM para oferecer aos nossos clientes corporativos soluções criativas que aumentem a produtividade com baixo custo”, afirma o CTO da E.life, Jairson Vitorino.

Leia também: Facebook lança reação temporária para usuários celebrarem mês do orgulho LGBT

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.