Tamanho do texto

Programas serão exibidos em área de vídeos que está sendo desenvolvida pela rede social; reality show e comédia foram os primeiros escolhidos

Brasil Econômico

De olho em parte dos US$ 70 bilhões movimentados com publicidade na televisão dos Estados Unidos, o Facebook já começou a financiar a produção das séries originais que serão lançadas para os usuários da rede social ainda este ano. Segundo a "Bloomberg", entre os projetos já aprovados pela empresa, estão o reality show "Last State Standing" e o programa de comédia "Loosely Exactly Nicole", que teve sua primeira temporada exibida pela MTV.

Leia também: Saiba como liberar reação especial do orgulho LGBT no Facebook

O conteúdo será exibido em uma aba de vídeos que ainda não é exibida na rede social. A expectativa do Facebook com as produções próprias é incentivar mais produtoras a enviar conteúdo premium para a plataforma e assim conseguir parte da verba publicitária da televisão, que consegue ter boas produções justamente por ter um mercado lucrativo de propagandas.

Facebook pretende investir em dois tipos de programas: programas de grande orçamento e séries de menor custo e duração
Shutterstock
Facebook pretende investir em dois tipos de programas: programas de grande orçamento e séries de menor custo e duração

Leia também: Tem planos para as próximas férias? Conheça o aplicativo que vai te ajudar

A rede social planeja investir em dois tipos de programas. O primeiro deles deverá ser formado por séries de maior orçamento e produção, voltadas especialmente para a exibição no aplicativo para televisões. O outro, de séries de menor custo e duração – entre cinco e dez minutos –, para serem lançados diariamente. Todos os programas serão feitos em episódios com o objetivo de expandir o diálogo entre os usuários da plataforma.

A empresa ainda não detalhou como os anúncios serão exibidos nos programas e ainda precisa mostrar para seus parceiros uma demonstração da área de vídeos, também conhecida como Spotlight. Os produtores esperam que a rede social consiga criar um local onde os usuários assistam aos vídeos por mais de um minuto ou dois, como acontece atualmente no feed de notícias.

Leia também: Messenger Lite: versão mais leve do aplicativo do Facebook é lançada no Brasil

Independente das proximas decisões do Facebook, é possível esperar grandes investimentos da empresa com este projeto. Com mais de dois bilhões de usuários mensais navegando no feed, a plataforma tem alcance maior que qualquer emissora de televisão do mundo e as séries originais parecem ter o potencial de gerar um retorno considerável para a empresa.

    Leia tudo sobre: Facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.