Tamanho do texto

Nos cinco slideshow é possível conferir cenas de algumas de suas obras como “O Corcunda de Notre Dame”, de 1831 e “As Contemplações” de 1856

Brasil Econômico

Há exatos 155 anos o poeta, estadista e ativista de direitos humanos, Victor Hugo publicou o capítulo final de uma das novelas mais importantes da literatura, Os Miseráveis. E é em razão deste marco que o Doodle desta sexta-feira (30) homenageia com ilustrações o autor francês.

Leia também: Ele já foi a invenção do ano: confira 10 curiosidades do iPhone

Corra para o Google: no Doodle, que conta com cinco slideshow, é possível conferir cenas de algumas de suas obras
repdrodução
Corra para o Google: no Doodle, que conta com cinco slideshow, é possível conferir cenas de algumas de suas obras

No Doodle , que conta com cinco slideshow, é possível conferir cenas de algumas de suas obras como “O Corcunda de Notre Dame”, de 1831 e “As Contemplações” de 1856.

Quando Os Miseráveis foi publicado em 1862, Hugo foi exilado por quase 10 anos por suas opiniões políticas. Ele era contrário à pena de morte e ganhou muito reconhecimento ao ser eleito como representante de Paris na Primavera dos Povos, no ano de 1848. Em suas obras, o autor explora assuntos como injustiça social, redenção e revolução.

O tempo de exílio possibilitou também que Victor Hugo produzisse três coleções de poesia, além de numerosos livros sobre a desigualdade social e econômica, como em "Os trabalhadores do Mar" e o "Homem que Ri", que inclusive virou filme em 1928 pelas mãos do cineasta Paul Leni. O protagonista, desfigurado por um cirurgião a pedido do Rei James II, é uma das inspirações do antagonista do Batman, Coringa – criado em 1940 por Jerry Robinson, Bill Finger e Bob Kane.

Outras obras do autor que ganharam representações cinematográficas foi "O Corcunda de Notre Dame", pela Disney em 1996, "Os Miseráveis" de 2012 e "O Tirano de Pádua" de 1946.

Leia também: WhatsApp permitirá cancelar o envio de mensagens; veja como o recurso funcionará

Outras homenagens

No dia 21 de junho, o Google homenageou o 178º aniversário de Machado de Assis, um dos escritores mais importantes do País e precursores do movimento literário realista.

Assim como o Doodle de Victor Hugo, o tributo à Machado estava repleto de imagens de seus romances que são facilmente reconhecidos por seus leitores, como Capitu, Quincas Borba e Memórias Póstumas de Brás Cubas.

Leia também: Entenda por que o ataque com ransomware NotPetya é mais grave que o WannaCry

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.