Tamanho do texto

Uso da fonte Calibri em documento é pivô de escândalo no país; controvérsia decorrente do Panamá Papers levou Wikipédia a desabilitar edição em artigo

Primeiro-ministro do Paquistão, Nawaz Sharif pode ser condenado por uso da fonte Calibri em documento
Kremlin/Creative Commons
Primeiro-ministro do Paquistão, Nawaz Sharif pode ser condenado por uso da fonte Calibri em documento

O governo do Paquistão convive há mais de um ano com um escândalo que agora pode ser encerrado por influência de um elemento improvável: a fonte Calibri . A fonte padrão do programa Microsoft Word tem provocado tanta confusão no país que parte da população e da oposição ao governo paquistanês pedem até mesmo o afastamento do primeiro-ministro, Nawaz Sharif.

Leia também: Conheça Forest: um filhote de cachorro Golden Retriever que nasceu verde

O escândalo teve como origem a revelação do Panamá Papers, em abril do ano passado, quando surgiram suspeitas de que a filha do premiê, Mariam Nawaz Sharif, tivesse comprado propriedades de alto padrão em Londres por meio de offshores baseadas nas Ilhas Virgens Britânicas.

A defesa da filha do primeiro-ministro está ancorada em documentos que supostamente atestam que Mariam é a trustee (beneficiária) do investimento, e não a proprietária – discussão semelhante àquela que envolveu a cassação do mandato do ex-deputado Eduardo Cunha  aqui no Brasil.

Só que investigadores forenses contestaram na Suprema Corte do Paquistão a autenticidade dos documentos. Os especialistas alegam o documento foi redigido com a fonte Calibri, só que esse tipo de letra só foi disponibilizado pela empresa de Bill Gates em 2007. O suposto documento entregue pela filha de Nawaz Sharif foi assinado em fevereiro de 2006.

A revelação causou grande furor no país, desencadeando acaloradas discussões acerca da 'data de nascimento' da fonte usada no documento. O escândalo passou a ser conhecido como "FontGate".

Leia também: Facebook testa recurso na câmera para usuários criarem seus próprios GIFs

Quando nasceu a fonte Calibri?

A Calibri tomou o lugar da Times New Roman como fonte padrão do Microsoft Word em 30 de janeiro de 2007, por ocasião do lançamento do Windows Vista. Esse tipo de letra, no entanto, já existia antes disso, mas estava disponível somente para desenvolvedores cadastrados junto à Microsoft para testar os softwares da empresa antes de eles serem liberados ao público geral.

O escândalo de FontGate  tem causado tanta controvérsia que o site Wikipédia decidiu desabilitar as edições do verbete "Calibri" na enciclopédia digital. Isso porque apoiadores e opositores do governo de Nawaz Sharif passaram a alterar as informações sobre a data de disponibilização da fonte para defender ou derrubar a tese de falsificação de documentos por parte de Mariam.

O site especializado Dawn.com contatou o criador da fonte Calibri, Lucas de Groot, para se informar sobre o histórico da fonte padrão do Microsoft Word. Em nota, a empresa de Groot, LucasFonts, confirmou que a fonte estava liberada em versões beta do programa já em 2006, mas ainda assim seria "extremamente improvável que alguém utilizasse uma fonte disponível apenas em um ambiente para desenvolvedores em um documento oficial".

Cabe agora à Justiça do Paquistão decidir se o uso da fonte Calibri será suficiente ou não para invalidar o documento apresentado pela filha de Nawaz Sharif. O primeiro-ministro nega que houve qualquer tipo de falsificação e alega que a riqueza de sua família foi conquistada dentro da legalidade.

Leia também: Compras digitais de games crescem 68% no segundo trimestre, diz pesquisa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.