Tamanho do texto

Passageiros do app podem optar por opção batizada de "CabiFly"; viagens podem ser marcadas com uma hora de antecedência e custam até R$ 600

Pouco mais de um ano após ser lançado no mercado brasileiro, o Cabify divulgou que passará a oferecer viagens de helicóptero para seus usuários. Conhecido como "CabiFly", o serviço será realizado graças a uma parceria entre o aplicativo e a Voom , uma empresa que conecta passageiros a helicópteros livres em minutos. Com a mudança, os usuários poderão agendar viagens aéreas integradas com os carros do aplicativo.

Leia também: Confira cinco curiosidades sobre a criptografia usada pelo WhatsApp

Para usarem a novidade, os usuários deverão escolher a opção helicóptero, que estará disponível junto às outras opções de transporte oferecidas pelo aplicativo. Em seguida, a plataforma fará um direcionamento para a plataforma da Voom, onde os voos serão marcados. A viagens poderão ser agendadas com até sete dias de antecedência e, pelo menos, 60 minutos antes do horário do voo. A viagem até o heliponto será feita por motoristas da Cabify . No heliponto de aterrisagem, a viagem será completada por outro carro da plataforma. 

Viagens de helicóptero pelo Cabify podem ser feitas para helipontos localizados nos aeroportos de Guarulhos e Congonhas
shutterstock
Viagens de helicóptero pelo Cabify podem ser feitas para helipontos localizados nos aeroportos de Guarulhos e Congonhas

Leia também: Facebook Stories libera compartilhamento de vídeos com seguidores

De acordo com a "Reuters", as viagens deverão ter valores girando entre R$ 150 e R$ 600 e poderão ser realizadas a partir ou até os helipontos dos aeroportos de Guarulhos, Congonhas e Campo de Marte, além de pontos na região das avenidas Faria Lima e Nações Unidas. Os voos serão realizados de segunda a sábado, entre as 7h e as 20h. Ainda segundo a agência de notícias, não há previsão de expansão do serviço.

No entanto, cidades como Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belo Horizonte são algumas das candidatas. "Continuamos criando cada vez mais alternativas à mobilidade para nos tornar a primeira opção de plataforma no mercado. Queremos oferecer novas opções de serviço que, além de melhorar a duração das viagens diárias, também favorecem a qualidade de vida dos cidadãos dos locais nos quais funcionamos", diz Daniel Bedoya, diretor da Cabify Brasil.

Leia também:YouTube é acessado por 95% dos usuários de internet no Brasil

Para a Voom, que recentemente completou 100 dias de operações em São Paulo, a parceria é uma forma de expandir o alcance dos seus serviços entre os usuários. " E stamos muito animados em iniciar a parceria com a Cabify para oferecer um serviço de ponta-a-ponta para os passageiros, na qual o cliente sai de seu exato ponto de partida, realiza a viagem aérea e é buscado no heliponto de aterrisagem para ir em direção ao seu ponto final", afirma Uma Subramanian, CEO da Voom.

    Leia tudo sobre: Aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.