Tamanho do texto

Campanha foi descoberta por especialistas da ESET; cibercriminosos visam inscrever as vítimas em serviços pagos e instalar aplicativos maliciosos

Um antigo golpe que envolve a falsa promessa de passagens aéreas gratuitas para usuários voltou a circular no Facebook. Segundo analistas do Laboratório de Pesquisa do ESET , esta campanha maliciosa já existe desde o ano passado, mas a nova tentativa utiliza o nome da LATAM Airlines para realizar a promoção falsa. Assim como em golpes que circulam pelo WhatsApp , a página falsa é disseminada quando as vítimas a compartilham.

O objetivo dos cibercriminosos é ganhar dinheiro com sua inscrição em serviços pagos e até mesmo com a instalação de aplicativos maliciosos. Para isso, usuários do Facebook são atraídos por uma publicação que os direciona para uma falsa página da companhia aérea. O site ainda dá os parabéns por ter conseguido as passagens aéreas, mas exige a participação em uma pesquisa. Como lembra a ESET, uma rápida análise na barra de endereço pode apontar que não se trata do site oficial da empresa.

Falsa promoção publicada no Facebook exige que vítimas compartilhem link com seus contatos na rede social
Reprodução
Falsa promoção publicada no Facebook exige que vítimas compartilhem link com seus contatos na rede social

Leia também: Saiba como identificar um perfil fake no Facebook e se manter em segurança

Após finalizar a suposta pesquisa, a vítima precisa compartilhar a mensagem com seus contatos para, enfim, ganhar o prêmio esperado. Entretanto, a ação só fará mais pessoas ficarem expostas ao golpe e não levará às passagens aéreas. A última tela do site criado pelos cibercriminosos se utiliza de engenharia social para dar mais credibilidade à campanha. A página exibe comentários supostamente publicados na rede social indicando que a promoção seria verdadeira.

"É bem provável que um usuário desatento acredite que esta publicação conte com mais de 12 mil curtidas e mais de 80 mil comentários", diz a ESET. "No entanto, lembre-se que neste momento a vítima ainda não está dentro da plataforma do Facebook. Na realidade, tanto os perfis como os comentários e as curtidas são falsos". As imagens e as avaliações se tratam de uma falsificação realizada pelos cibercriminosos.

Como se proteger?

Em alguns casos, inconsistências em uma oferta compartilhada nas redes sociais podem indicar que se trata de um golpe. Atente-se para possíveis erros de português, diferenças no visual da página e, mais importante, para a URL exibida na barra de endereços. Como lembra a ESET, outra opção é verificar se a publicação foi compartilhada na plataforma por uma página com o selo azul de verificação.

Leia também: Confira 5 dicas para ficar em segurança e não ser vítima de golpes na internet

O ícone indica que a conta é autêntica e não foi criada por cibercriminosos. Além disso, lembre-se de que compartilhar campanhas do tipo no Facebook ou em outros serviços na internet apenas contribui com os cibercriminosos. Portanto, atenção é tudo. Ao publicar algo do tipo em seu perfil, seus contatos poderão ser prejudicados se considerarem que você estará validando a mensagem.

    Leia tudo sobre: Facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.