Tamanho do texto

Para especialista, ataques com ransomwares como WannaCry e NotPetya indicam necessidade de aumentar proteção contra ataques na internet

Brasil Econômico

A ação de cibercriminosos na internet tem se tornado cada vez mais frequente, causando preocupação em boa parte dos usuários. Apenas em 2017, golpes com ransomwares como WannaCry  e NotPetya  criptografaram arquivos e bloquearam o acesso a computadores em dezenas de países. Por este motivo, torna-se cada vez maior a necessidade de manter a atenção com possíveis golpes na internet.

Leia também: Ransomware: cinco dicas para proteger os arquivos do seu computador

Para Cassio David Pereira, cofundador da Security4IT, empresa especializada em segurança da informação , os recentes casos indicam a necessidade de maior proteção digital. "Para isso, é fundamental se antecipar aos criminosos e realizar uma série de medidas que deixam suas informações fora do alcance desse tipo de ameaça", comenta. O especialista separou algumas dicas para você não se tornar uma vítima de golpes na internet . Confira:

1) Atualize o sistema operacional

Os grandes ataques realizados em 2017 se aproveitaram, principalmente, de brechas deixadas por sistemas operacionais antigos ou desatualizados. Logo após a disseminação do WannaCry, por exemplo, a Microsoft disponibilizou gratuitamente patches de correção para várias versões do Windows. Os arquivos já estavam disponíveis antes do ataque, mas a maioria das empresas não se preocupou em instalá-los em seus ambientes. Por isso, é importante manter seu sistema operacional atualizado sempre que a fabricante apresentar alguma correção.

2) Realize backups com frequência

Procure salvar cópias de segurança de arquivos críticos de uso pessoal e profissional com uma certa frequência. Caso sua máquina seja atacada, a ação fará você não depender de criminosos, que, em muitos casos, cobram valores elevados para devolver o material. Por padrão, pagar o "resgate" das informações não é aconselhável, pois não há garantia que você receberá os dados de volta.

Uma das recomendações para evitar golpes na internet é utilizar senhas complexas, com números e caracteres especiais
iStock
Uma das recomendações para evitar golpes na internet é utilizar senhas complexas, com números e caracteres especiais

Leia também: Confira cinco curiosidades sobre a criptografia usada pelo WhatsApp

3) Utilize senhas complexas

Uma das estratégias mais recomendadas para manter suas informações em segurança é não usar senhas simpes e comuns, além de não repeti-las em sites diferentes. Ainda que se trate de uma dica conhecida, muitos usuários sofrem com o roubo de seus dados em diversos sites e redes sociais por conta de combinações fracas, que são facilmente descobertas por criminosos. Para diminuir o risco, inclua números e caracteres especiais em sua senha.

4) Instale softwares de proteção

A contratação de serviços de segurança ajuda a manter criminosos ainda mais afastados de seus dados. A recomendação serve desde a simples utilização de um antivírus até o uso de softwares mais robustos para a proteção de rede. Mesmo que exista alguma falha na máquina em um primeiro momento, essas medidas podem criar uma espécie de barreira ou desviar o invasor do local original das informações críticas, além de identificar a origem do ataque e a brecha utilizada para acesso.

5) Apague arquivos desnecessários

Enquanto você acessa a internet, o computador armazena diversas informações como cache, cookies e arquivos temporários. Com o passar do tempo, esses documentos podem se tornar uma porte para possíveis golpes no futuro. Por isso, é importante realizar limpezas constantemente no sistema operacional com programas de varredura.

Leia também: Telefone.ninja expõe dados de usuários, mas não espalha vírus, diz especialista

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.