Tamanho do texto

Da mesma forma que o Facebook reproduz vídeos automaticamente no feed de notícias, YouTube pode dispensar necessidade do clique em sua tela inicial

Recurso de reprodução automática no YouTube está sendo testado no sistema operacional Android
shutterstock
Recurso de reprodução automática no YouTube está sendo testado no sistema operacional Android

O YouTube continua testando novos recursos para melhorar a experiência do usuário. Nesta semana, a plataforma de vídeos do Google passou a avaliar uma funcionalidade para o sistema operacional Android que permite a reprodução automática de vídeos na medida em que o espectador deslize a tela inicial de seu aplicativo.

Leia também: Como bloquear propagandas que aparecem nos vídeos do YouTube

Este possível recurso a ser incluso no YouTube é semelhante ao que já existe no Facebook, por exemplo. Na rede social, os vídeos que surgem no feed de notícias começam a ser reproduzidos de forma automática assim que surgem na tela, sem a necessidade de qualquer ação por parte do usuário.

Se você já ficou preocupado com seu pacote de dados ao ler essa informação, pode ficar tranquilo: será possível desativar a reprodução automática nas configuração do aplicativo. Caso goste da funcionalidade mas queira evitar o uso muito elevado dos dados, também será possível configurar o recurso para funcionar apenas quando o smartphone ou tablet estiver conectado ao Wi-Fi.

Leia também: YouTube altera algoritmo de buscas para evitar teorias conspiratórias

Assim como acontece no Facebook, a reprodução dos vídeos será sempre iniciada sem áudio, contando com a inclusão de legendas para que os usuários consigam identificar o conteúdo da publicação. Estas legendas são inclusas automaticamente pela plataforma, mesmo que o criador de conteúdo não as coloque junto do material.

Atividades

Além da reprodução automática, a plataforma está lançando outro recurso para Android. Trata-se do botão Atividades, que seria utilizado para unificar as notificações e a página de compartilhamentos. Com a possível alteração, ideia seria tornar cesso às notificações mais simples, permitindo que o usuário consiga, ao mesmo tempo, manter a visualização dos vídeos compartilhados.

Leia também: Google remove YouTube do Amazon Echo Show e inicia disputa entre empresas

A funcionalidade não está sendo testada com usuários. Apenas a própria empresa tem acesso ao recurso no Android até o momento, portanto, ainda não é possível dizer se o sistema operacional relmente receberá a ferramenta. Se o YouTube optar pela liberação, é provável que ela já esteja disponível na próxima atualização do aplicativo para Android.

    Leia tudo sobre: YouTube
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.