Tamanho do texto

Mudança pode indicar que rede social pretende exibir dados de usuários em área voltada para recrutadores de empresas em processo de contratação

Nova área testada pelo Facebook seria algo como um currículo para os usuários da plataforma
Reprodução
Nova área testada pelo Facebook seria algo como um currículo para os usuários da plataforma

O Facebook pode lançar, em breve, um recurso para ajudar seus usuários a encontrarem um novo trabalho. De acordo com informações do site "The Next Web", a rede social pretende ampliar a seção de "Trabalho e educação" para tornar os dados relevantes para empresas que pretendem contratar.

Leia também: Assistente do Messenger baseada em inteligência artificial é liberada no Brasil

Parecida com o que já existe, a área seria uma espécie de currículo dentro do Facebook em que os usuários podem especificar as datas em que entraram e saíram de determinado emprego ou curso, além de especificar se atualmente ocupam um dos empregos citados.

A diferença está na exibição das principais informações sobre seu perfil profissional em apenas uma área. De acordo com relatos de usuários que visualizaram a mudança, o conteúdo não fica disponível para os amigos. O detalhe pode indicar que a rede social deverá manter os detalhes do currículo disponível em uma plataforma exclusiva para recrutadores de empresas em busca de profissionais.

Vale lembrar que no início deste ano, a plataforma criou um recurso para páginas de empresas compartilharem vagas disponíveis . Ainda indisponível no Brasil, o recurso permite que os interessados se candidatem sem sair da plataforma. A principal vantagem, neste caso, é a velocidade para se candidatar em um processo seletivo, já que a maioria das informações já foram cadastradas pelos usuários.

Antes, a rede social já havia divulgado o Facebook at Work, área desenvolvida para organizar a comunicação entre funcionários. Os usuários tem um feed exclusivo com publicações de colegas de trabalho para discutir ideias e gerenciar as próximas tarefas. A mudança, na comparação com a versão pessoal da plataforma, está na ausência de anúncios, já que a ferramenta é mantida por meio de assinaturas.

Leia também: Facebook testa botão para integrar o WhatsApp em seu aplicativo

Em nota ao "The Next Web", um porta-voz da rede social confirmou a existência de testes para uma área para currículo dos usuários, mas não confirmou seu lançamento oficial. "No Facebook, estamos sempre construindo e testando novos produtos e serviços. Atualmente, estamos testando um recurso de histórico profissional para continuar ajudando as pessoas a encontrarem empregos e empresas a contratarem", disse.

    Leia tudo sobre: Facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.