Tamanho do texto

YouTube decidiu remover função de sua estratégia por ter percebido que a maioria dos usuários não clicavam de consideravam links como invasivos

YouTube vai remover links sugeridos de todos os vídeos no dia 14 de dezembro
shutterstock
YouTube vai remover links sugeridos de todos os vídeos no dia 14 de dezembro

O YouTube anunciou que vai remover as sugestões de links relacionados dentro dos vídeos do dia 14 de dezembro. A ferramenta, atualmente, é utilizada para que os criadores de conteúdo sugiram conteúdos similares ao que o usuário está assistindo.

Leia também: YouTube critica postura da Nintendo sobre monetização de vídeos

A remoção do recurso da estratégia do YouTube se deu pela percepção de que o número de usuários que utilizavam efetivamente as sugestões é muito baixo. Segundo o Google, algumas pessoas consideram os balões muito invasivos, causando neles a sensação de spam.

De acordo com informações divulgadas pela plataforma de vídeos, somente um entre 20 usuários clica nos conteúdos sugeridos pelos criadores. Outro problema citado é que, em grande parte dos casos, os links divulgados levam os usuários a uma página sem validade ou que não gerem interesse algum, como, por exemplo, vídeos ao vivos já encerrados.

A alteração marcada para dezembro será aplicada tanto no site quanto no aplicativo para dispositivos móveis. O recurso deixará de existir em vídeos individuais, transmissões ao vivo e playlists. 

Leia também: YouTube tentará coibir vídeos bizarros voltados para crianças

Apesar da retirada da função, os criadores de conteúdo terão a possibilidade de continuar sugerindo vídeos de diferentes maneiras, com resultados mais efetivos, segundo a plataforma de vídeos. Será possível, por exemplo, continuar usando cards ou lonks ao final da reprodução atual.

No caso dos links de terceiros, o youtuber pode utilizar a descrição do vídeo para fazer a inclusão. Além disso, também há a possibilidade de usar a página do canal como forma de divulgação deste tipo de conteúdo.

Leia também: YouTube reduz qualidade máxima dos vídeos reproduzidos em dispositivos móveis

Um dos problemas da retirada do recurso é que a medida valerá não apenas para os vídeos publciados após a data final da função, mas também para os que já estão em exibição na plataforma. Isso pode fazer, por exemplo, com que o criador de conteúdo apareça no vídeo apontando para um link que não está mais lá. Em contrapartida, o YouTube espera conceder aos usuáiros uma experiência melhor e mais limpa, sem qualquer tipo de notificação prejudicando a reprodução do vídeo.

    Leia tudo sobre: YouTube
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.