Tamanho do texto

Em vídeo, diretores da NiceHash afirmaram que a recuperação da quantia levará tempo; autoridades eslovena seguem investigando o caso

Brasil Econômico

O serviço de mineração de criptomoedas NiceHash sofreu um ataque hacker em seu sistema de pagamentos e perdeu cerca de US$ 70 milhões em bitcoins. Após o ocorrido, o marketplace esloveno interrompeu suas atividades durante um dia para que medidas fossem tomadas e orientações fossem dadas aos clientes. 

Leia também: Usuários brasileiros de iOS poderão pagar em reais a partir de 2018, diz Apple

O executivo de marketing da NiceHash, Andrej P. Škraba, afirmou à agências internacionais de notícias que a empresa foi vítima de um "trabalho altamente profissional" que produziu cerca de 4.700 bitcoins , estimados em US$ 64 milhões. O valor logo foi corrigido e a empresa afirmou que o roubo chegou aos US$ 70 milhões.

Empresa eslovena que teve sistema violado afirma que quantia roubada foi maior que a divulgada anteriormente
Getty Images
Empresa eslovena que teve sistema violado afirma que quantia roubada foi maior que a divulgada anteriormente

Leia também: Roteador no alto melhora o sinal Wi-Fi? Veja como melhorar sua conexão

Depois da descoberta, a empresa se pronunciou em sua plataforma oficial. "O nosso sistema de pagamentos foi comprometido e o conteúdo da carteira de bitcoin foi roubado. Estamos trabalhando para verificar o número exato de moedas. É evidente que se trata de uma questão de profunda preocupação, e estamos fazendo o possível para que tudo seja resolvido nos próximos dias”.

Vale lembrar que o bitcoin é armazenado em uma espécie de carteira virtual, encontrada na nuvem ou no computador do usuário. Desse modo, funciona como uma conta bancária online, que possibilita a transferência da moeda, pagamentos, além de permitir que a quantia seja guardada.

Ainda no comunicado, a empresa afirmou que o incidente está sendo investigado pela polícia eslovena. "Estamos empenhados em restaurar o serviço com as mais elevadas medidas de segurança. Sabemos que muitas perguntas surgirão, e pedimos compreensão, enquanto investigamos as causas e encontramos as soluções adequadas. Tentaremos atualizá-los nos intervalos regulares”.

Leia também: Plataforma de segurança da informação monitora e 'evita' corrupção em empresas

Na quinta-feira (7), enquanto a empresa seguiu em busca de mais informações sobre a violação, o bitcoin bateu mais um de seus recordes, chegando a US$ 15 mil. Com a alta, cerca de US$ 2 mil foram agregados ao seu valor em apenas 12 horas. Para os clientes não sofrerem ainda mais prejuízos, a empresa recomenda que as senhas sejam trocadas o quanto antes. A fim de sanar algumas dúvidas dos usuários, a NiceHash recorreu a uma transmissão ao vivo.

Sem entrar em mais detalhes durante o vídeo, os diretores afirmaram que permanecem fazendo o possível para recuperar a quantia roubada. “Pedimos paciência e apoio, pois o processo levará tempo”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.