Tamanho do texto

No documento enviado pela Apple, é possível conferir todas as artes produzidas; há cão-guia, aparelho auditivo, próteses de braço e perna, linguagem de sinais e pessoas em cadeiras de rodas. Confira a novidade

Brasil Econômico

Apple reconhece que a sua proposta não possui todas as representações possíveis
Divulgação/Apple
Apple reconhece que a sua proposta não possui todas as representações possíveis

A fim de proporcionar uma experiência mais inclusiva para usuários de aplicativos, a Apple enviou à Unicode Consortium - corporação dedicada a padrões e dados de internacionalização de software - um catálogo de emojis representando pessoas com deficiência . A oferta da empresa ainda é uma proposta e não tem nada garantido de que as novas imagens serão incluídas nas plataformas.

Leia também: Pesquisa revela que 78% das mulheres não se sentem seguras ao usar o Twitter

No documento enviado pela Apple , que pode ser acessado aqui é possível conferir todas as artes produzidas que vão desde um cão-guia, um aparelho auditivo, próteses de braço e perna, linguagem de sinais, até pessoas em cadeiras de rodas e se locomovendo com a ajuda de uma bengala. Vale destacar que todas as figuras contidas na proposta são da cor amarela, mas é provável, de que, se a ideia for aderida, também apareçam personagens de outras cores de pele, como já é possível conferir em aplicativos como o WhatsApp.

A empresa reconhece que a sua proposta não possui todas as representações possíveis de deficiência, mas que considera a ideia como um ponto de partida inicial.

Leia também: Criador do WhatsApp sugere que usuários excluam suas contas do Facebook

“A adição de emoticons emblemáticos às experiências de vida dos usuários ajuda a promover uma cultura diversificada que inclui a deficiência. Os emojis são uma linguagem universal e uma poderosa ferramenta de comunicação, bem como uma forma de expressão pessoal e, que podem ser usados não apenas para representar a própria experiência pessoal, mas também para mostrar apoio a um ente querido”, destacou a Apple na proposta.

Ideia

Para criar a lista de sugestões, a Apple fez uma parceria com o Conselho Americano dos Cegos, com a Fundação de Paralisia Cerebral e com a Associação Nacional dos Surdos, e tinha apenas a ideia de se concentrar em quatro categorias de deficiência, mas o projeto ganhou corpo para abranger mais pessoas.

Leia também: Versão do YouTube para crianças sugere vídeos com teorias da conspiração

Quando?

Segundo o portal internacional MacRumors , a Unicode Consortium já finalizou os personagens do Emoji 11.0, que serão adotados pelos smartphones ainda neste ano, então, se a proposta da Apple for aceita, o lançamento ocorrerá apenas em 2019. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.