Tamanho do texto

Download do aplicativo Family Link é gratuito e está disponível em Android KitKat (4.4) ou superior e em iPhones com o iOS 9 ou superior; confira

Brasil Econômico

Responsáveis podem bloquear downloads de plataformas de julgarem inadequadas por meio do aplicativo
Divulgação/Google
Responsáveis podem bloquear downloads de plataformas de julgarem inadequadas por meio do aplicativo

Responsáveis por crianças agora podem monitorar o que elas estão fazendo em seus próprios smartphones. O  Google está lançando nesta quarta-feira (28) o aplicativo Family Link recomendado para quem tem filhos com menos de 13 anos de idade.

Leia também: Mais representatividade! Apple propõe novos emojis de pessoas com deficiência

Como funciona? Vamos dar um exemplo: amanhã de manhã, a criança tem aula e mesmo assim não quer desgrudar do celular? Com esse aplicativo , a família pode bloquear remotamente o dispositivo do pequeno quando for hora de dormir. Além disso, a plataforma também conta com um recurso que permite os pais verem quanto tempo o filho está passando em determinado app.

Outra possibilidade trazida pelo Family Link é uma ferramenta para que os responsáveis bloqueiem o download de plataformas da Google Play Store, caso não pareça conveniente.

Leia também: Philips lança lâmpada inteligente com internet 100 vezes mais rápida que Wi-Fi

Necessário                                                                                                               

Embora o aplicativo seja do Google, os pais ou responsáveis que quiserem utilizar o Family Link podem utilizar a plataforma tanto em dispositivos Android KitKat (4.4) ou superior quanto em iPhones com o iOS 9 ou superior. Entretanto, para as crianças, o app apenas funciona para aquelas que possuem em mãos um Android Nougat (7.0) ou superior, já que elas precisam ter uma conta no Google para serem gerenciadas.

Mais segurança

Mesmo lançando um app para ajudar os adultos a zelar pelas crianças, o Google divulgou uma listinha de orientações que os pais podem dar para os filhos navegarem com mais segurança pela internet.

Leia também: Boa pedida! Spotify testa recurso de comando de voz para dispositivos iOS; veja

Entre as dicas do aplicativo estão não abrir links estranhos, não compartilhar informações como o endereço residencial, nome da escola em que estuda ou o número de telefone. Não esqueça também de orientar a criança a não acreditar em tudo o que vê na internet e recomende que ela te pergunte caso tenha dúvida para que vocês possam descobrir juntos se aquilo é verdade.

    Leia tudo sobre: aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.