Tamanho do texto

PhoneCoat lançou projeto de financiamento coletivo no Kickstarter buscando US$ 6 mil para produzir as películas, mas já conseguiu US$ 46 mil até agora e vem agradando; confira o que ela pode fazer por você

Película super resistente e fina está chamando a atenção dos usuários na internet
Reprodução
Película super resistente e fina está chamando a atenção dos usuários na internet

Parece cena de comercial de TV, mas já aconteceu com quase todo mundo. Escorregando da mão, caindo do bolso da calça ou simplesmente vibrando em cima de um móvel até escorregar... Os segundos de queda livre que antecipam o impacto de um celular com o chão costumam ser terríveis para seus proprietários e até mesmo para quem se compadece com a dar alheia. Muita gente, com medo de ver o resultado, custa a recolher o dispositivo do chão, mas uma nova capinha de celular, ultra resistente, fina e com uma tecnologia inovadora promete dar fim à essa preocupação.

Leia também: WhatsApp testa redownload de mídias já excluídas em dispositivos Android

Ela foi anunciada no Kickstarter em busca de um financiamento coletivo de pouco mais de US$ 6 mil (R$ 20,5 mil). Mas a proposta era tão inavodora e instigante que o resultado já superou e muito o esperado e o que antes prometia ser apenas uma capinha de celuar , já esta prestes a se tornar capinha para tablet, notebook e até relógio. Atualmente, a campanha já arrecadou mais de US$ 46 mil, cerca de R$ 157,6 mil.

Tudo isso por conta de uma característica marcante: além de ser extremamente fina (0,2 milímetros de espessura) a ponto de se tornar quase imperceptível, a capinha criada pela PhoneCoat promete se "regenar" sozinha, ou seja, ela se "cura" de arranhões sem a necessidade de produtos específicos, manutenção ou troca. É a realização do sonho de muitos proprietários de smartphone distraídos por aí.

Capinha se regenera sozinha de riscos e pancadas
Divulgação
Capinha se regenera sozinha de riscos e pancadas


Leia também: Google anuncia mudança de interface e novas ferramentas para o Gmail

De acordo coma própria PhoneCoat, a regeneração só é possível por conta da nanotecnologia inserida no material plástico. Segundo o fornecedor, riscos do dia a dia podem se regenear com um simples passar de dedos, já cortes mais profundos podem precisar do calor, por exemplo, de um secador de cabelo, para reaver a sua forma natural. Sim! Agora aquela sua mania de passar os dedos sobre os riscos pra ver se eles somem realmente vai funcionar.

Vale dizer que a ideia da regeneração não é exatamente nova. Tanto os engenheiros americanos da Motorola já tinha adquirido uma patente sobre essa tecnologia, quanto os pesquisadores japoneses já tinham publicado um estudo numa importante revista acadêmica no qual anunciam que desenvolveram uma tela capaz de se autorregenerar. Essa, porém, ao que tudo indica é a primeira capinha de celular a contar com a tecnologia.

Capinha promete ser fina e super resistente
Divulgação
Capinha promete ser fina e super resistente


Leia também: Em breve, aplicativo do Google recusará chamadas de spam automaticamente

Preço salgado

O que pode não agradar tanto assim os usuários brasileiro é o preço. Aqueles que quiserem contar com a capinha de celular  além de ter que aguardar, no mínimo, até junho para receber, ainda terão que desembolsar, no mínimo, US$ 18 mais o custo do frete (que está estimado em torno de R$ 42). Nesse valor, o usuário tem direito a uma película para a parte traseira ou frontal. Já por US$ 23, é possível adquirir o kit completo .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.