Tamanho do texto

A atualização do Chorme estava sendo desenvolvida desde o ano passado e deve agradar os usuários de dispositivos móveis, uma vez que a reprodução dessas mídias consome uma boa quantidade do pacote de dados de internet

Brasil Econômico

O usuário também poderá bloquear permanentemente vídeos de reprodução automática no Google Chrome
shutterstock
O usuário também poderá bloquear permanentemente vídeos de reprodução automática no Google Chrome

Que tal não levar mais sustos ao abrir um site com um som de publicidade? A versão mais recente do navegador Google Chrome deve chegar com a opção para desativar esses vídeos pré-carregados para os usuários que não gostam nada dessa surpresa nos próximos dias, disse o portal internacional TechCrunch .

Leia também: Capinha de celular quase invisível protege celular e se 'regenera' sozinha

A atualização do Chorme estava sendo desenvolvida desde o ano passado e deve agradar também os usuários de dispositivos móveis, uma vez que a reprodução – muitas vezes indesejada – dessas mídias consome uma boa quantidade do pacote de dados de internet móvel.

Ainda de acordo com o TechCrunch , a reprodução automática apenas será permitida quando a mídia não incluir som ou quando o usuário indicar que está interessado nas reproduções audiovisuais de determinada plataforma.

Nesse último caso, o chamado “interesse” é determinado por fatores como, se o usuário tiver reproduzido a mídia com frequência no site, se tiver clicado na tela de mídia durante a navegação ou se tiver adicionado o site à tela inicial do celular.

Vale destacar que o usuário também poderá bloquear permanentemente vídeos de reprodução automática, ou seja, qualquer pessoa pode impedir, por exemplo, que o YouTube reproduza áudio automaticamente na hora na abertura da página, se quiser.

Leia também: WhatsApp testa redownload de mídias já excluídas em dispositivos Android

O que deixa o Google Chrome mais lento?

A reprodução de vídeos automática pode prejudicar o desempenho do navegador e a novidade do Google pode ajudar nessa parte. Entretanto, há outras ferramentas que podem contribuir com a rapidez do aplicativo, sabia?

Por exemplo, você já deve ter percebido (ou ouvido falar) que o excesso de informações e arquivos desnecessários no seu computador deixa a máquina lenta. Com o seu navegador funciona da mesma forma e é preciso fazer uma faxina de vez em quando. 

O navegador do Google (assim como outros programas) cria arquivos de texto toda vez que você visita alguns sites. Esses arquivos são chamados de "Cookies" e eles servem para armazenar informações como o desempenho da sua máquina, preferências de pesquisa e senhas de logins. Tudo isso pode ser acessado posteriormente pelos desenvolvedores do site que criaram os cookies e que usam esses dados para ações que vão desde aprimorar o código fonte até geração de publicidades. 

Leia também: Nova versão gratuita do Spotify deve incluir acessos mais rápidos às playlists

Outros tipos de informações, como imagens e arquivos, são armazenados pelo Chrome para otimizar o carregamento da página na próxima vez que você abrí-la. Entretanto, esse excesso de arquivos pode sobrecarregar o navegador, e por consequência deixá-lo mais lento. Excluir esses dados é extremamente fácil.  Quer aprender? Clique aqui .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.