Brasil Econômico

Brasil Econômico

undefined
shutterstock
De acordo com a Amazon, empresa responsável pela Alexa, o caso vivido por Danielle é extremamente pontual

O conselho “tenha cuidado com o que fala” nunca fez tanto sentido quanto para uma família da cidade de Portland, nos Estados Unidos. Isso porque, de acordo com o canal KIRO-TV , filiada da CBS , um casal teve conversas privadas gravadas pela Alexa , assistente virtual doméstica da Amazon, e enviadas para uma pessoa aleatória da lista de contatos da família.

Leia também: Criminosos usam Uber para aplicar golpe que rouba dados do seu cartão de crédito

Por ironia do destino, Danielle (que não quis ter o sobrenome identificado) costuma brincar com o marido sobre "os aparelhos estarem ouvindo tudo o que estamos dizendo", já que toda a casa estava conectada com a Alexa para controlar a temperatura, as luzes e o sistema de segurança do lar.

Entretanto, há duas semanas, a americana recebeu um telefonema de um dos funcionários de seu marido, pedindo para que ela desligasse os dispositivos da Amazon porque estava sendo hackeada. O rapaz de Seattle revelou que recebeu arquivos de áudio de gravações de dentro da casa da família.

De início, o casal não acreditou no que estava ouvindo, até que, durante o telefonena, o funcionário começou a narrar partes das conversas que aconteceram na casa.

Leia também: YouTube vai lançar serviço de streaming para concorrer com Spotify e Apple Music

Invasão de privacidade

Ainda assustada com a situação, ela ligou para a Amazon para pedir explicações. O engenheiro que a atendeu pediu desculpas pelo ocorrido e que foi muito importante ele saber sobre a existência desse problema, já que é algo que precisa ser consertado.

De acordo com a KIRO-TV , Danielle não ficou muito satisfeita com a resposta, pois o representante da empresa não forneceu nenhum tipo de detalhe, nem qualquer explicação sobre o que pode ter acontecido ou se foi um problema generalizado. “Ele apenas nos disse que o dispositivo adivinhava o que estávamos dizendo”.

Procurada pela equipe da emissora, a Amazon respondeu o seguinte: “Nossa empresa leva a privacidade muito a sério. Investigamos o caso e chegamos à conclusão de que se trata de uma ocorrência extremamente rara. Estamos tomando medidas para evitar que isso aconteça no futuro”.

Leia também: Messenger lança canal de denúncias para vítimas de assédio no aplicativo

Além disso, a Amazon ofereceu desativar essa ‘função oculta’ da Alexa  na casa de Danielle e do marido, mas a cliente quer é um reembolso pelos aparelhos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários