Tamanho do texto

Novo aparelho tem reconhecimento facial, capacidade para processar cinco trilhões de operações por segundo e ganhou mesma entrada para carregador adotada para smartphones e tablets Android, facilitando compartilhamentos

Apple lança nos EUA o novo iPad Pro com reconhecimento facial, o Face ID
Reprodução
Apple lança nos EUA o novo iPad Pro com reconhecimento facial, o Face ID

A Apple anunciou, nesta terça-feira (30), a nova versão do iPad Pro, a mais sofisticada do tablet da empresa americana. O modelo chegou ao lançamento acompanhado dos novos Mac Mini e MacBook Air e, oficialmente, terá o Face ID. O novo iPad Pro com reconhecimento facial não conta mais com o conhecido botão Home.

Leia também: Face ID: Apple lança novos detalhes sobre reconhecimento facial; confira

O novo iPad Pro com reconhecimento facial segue o padrão visual do iPhone Xs, ao adotar uma tela maior, com bordas menores. O Face ID, como é chamado, é o novo sistema avançado de reconhecimento facial do usuário. Ele substitui o leitor de impressões digitais (Touch ID) e, diferentemente do que ocorre com os iPhones que já contam com a tecnologia, o novo sensor pode ser usado tanto em modo retrato (vertical) quanto em modo paisagem (horizontal).

O aparelho vem em dois modelos: O menor tem 11 polegadas e o maior, 12,9 polegadas. As bordas de ambos são as mais finas já vista no tablet da Apple, combinação que garante que o dispositivo seja 25% menor do que a sua geração anterior.

O modelo mais avançado do equipamento, com tela de 12,9 polegadas, 1 terabyte de armazenamento e conectividade Wi-Fi + rede de celular custará R$ 15.599 no Brasil, conforme informações do próprio site da Apple.

As duas versões do iPad Pro contam com câmeras frontais TrueDepth, recurso necessário para o novo sistema biométrico do tablet. O recurso, inclusive, é igual àqueles presentes nos últimos iPhones lançados.

Leia também: Na Itália, Apple e Samsung são multadas por obsolescência programada

Pela primeira vez, a Apple usa o conector padrão da indústria, em vez de um proprietário. O dispositivo tem porta USB Type-C, usada em muitos Smartphones e tablets com sistema Android, assim como pela própria Apple no MacBook. O uso dessa entrada permite conexão à telas externas com resolução de até 5K e melhor transferência de arquivos entre o tablet e outros dispositivos, da Apple ou não – algo que era recorrentemente criticado.

O processador do novo iPad é o A12X Bionic, que, tal qual o chip do iPhone Xs, usa um processo de litografia de 7 nanômetros (número que representa a distância entre transistores). Com isso, o componente conta com mais de 10 bilhões de transistores, de acordo com a marca.

Outra novidade é a nova Apple Pencil, caneta que permite fácil interação com o dispositivo. Há um novo suporte para recarga sem fio, que pode ser grudada por meio de um imã magnético na lateral do aparelho, tornando mais prático o processo de armazená-la.

Especificações do novo iPad Pro com reconhecimento facial

Novo iPad Pro com reconhecimento facial é lançado em dois tamanhos pela Apple: 11 e 12,9 polegadas.
Reprodução
Novo iPad Pro com reconhecimento facial é lançado em dois tamanhos pela Apple: 11 e 12,9 polegadas.

– Tela: 11 polegadas (2388x1668 pixels) ou 12,9 polegadas (2732x2048 pixels);

– Processador: A12X bionic de 64-bits com coprocessador M12 embutido;

– Armazenamento interno: 64 GB, 256 GB, 512 GB ou 1 TB;

– Câmera traseira: 12 megapixels (f/1.8) com flash Quad-LED True Tone;

– Câmera frontal: TrueDepth de 7 megapixels (f/2.2);

– Dimensões: 247,6x178,5x5,9 mm (11 polegadas) e 280,6x214,9x5,9 mm (12,9 polegadas);

– Peso: 468 gramas (11 polegadas) e 633 gramas (12,9 polegadas).

Leia também: Apple torna-se primeira empresa do mundo a valer mais de US$ 1 trilhão

O valor inicial do novo iPad Pro com reconhecimento facial é de US$ 799 na versão de 11 polegadas e 64 GB de armazenamento. O iPad Pro de 12,9 polegadas é vendido a partir de US$ 999. Ambos começarão a ser vendidos em 7 de novembro, nos Estados Unidos, e estarão disponíveis em outros mercados ainda neste ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.