Tamanho do texto

Decisão ocorre menos de um mês após Conselho reconhecer que empresas de tecnologia devem ser tratadas como veículos de comunicação

telefone com Google arrow-options
shutterstock
Google é uma das empresas ligadas ã entidade que se desligou do conselho de publicidade

O IAB Brasil, entidade que reúne empresas de mídia e de tecnologia como Google e Facebook , decidiu se retirar do Conselho Executivo de Normas-Padrão (Cenp), órgão que engloba diversas entidades, como Associação Nacional de Jornais (ANJ) e Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), e define regras comerciais para o mercado publicitário. 

Google está abordando pessoas para coletar fotos de seus rostos

A decisão do IAB de deixar a entidade acontece após o Cenp ter publicado no último dia 16 de julho uma resolução que reconhece como “veículos de divulgação ou comunicação” empresas de tecnologia  , como Google, Facebook, YouTube, Instagram e afins por atuarem em categorias como busca de internet, rede social e vídeos.  A decisão está em vigor

Com a decisão do Cenp, empresas de tecnologia terão de estabelecer uma tabela de preços , com base nas normas do conselho, para o mercado publicitário brasileiro, como já fazem diversos segmentos de mídia.

O objetivo é dar mais transparência aos preços cobrados. Executivos do setor publicitário afirmam que as empresas de tecnologia aplicam preços que variam de acordo com a demanda, sem uma tabela. Em momentos de maior procura, os valores sobem.

Facebook pagará multa recorde de US$5 bilhões por Cambridge Analytica

Em carta enviada ao Cenp, a presidente do IAB Brasil, Ana Moisés, expressa a intenção de sair do Cenp como entidade associada. "Pelo fato de não termos direito a voto nas decisões do Conselho, inclusive em resoluções que podem ter impacto material no setor digital, nosso papel de defesa do setor, nessa associação, é inexistente", destacou Ana em carta.

Ana lembrou que pretende continuar colaborando com o conselho. Os associados que participaram da reunião no último dia 16 receberam a pauta do encontro 40 dias antes.

Tecnologia : WhatsApp chega para celulares KaiOs: básicos e com preços acessíveis

Em resposta, Caio Barsotti, presidente do Cenp, lamentou a decisão do IAB.  Barsotti lembrou que as decisões do Conselho Superior do Cenp são sempre debatidas entre todos os associados.

" As últimas decisões do Conselho Superior foram discutidas por longos meses sempre com a participação ativa do IAB, na mais ampla e leal apresentação dos fatos a serem discutidos, o que pode ser constatado até mesmo pela simples leitura das atas que registram tais reuniões", disse Barsotti em nota. 

Embora o IAB seja uma entidade associada, Barsotti lembrou na nota que o IAB possui assento no Conselho Superior do Cenp.  Em nota, o Google disse que é uma empresa de tecnologia e que apoia a liberdade de expressão comercial.

"Estamos abertos a colaborar em qualquer discussão sobre a diversidade e a importância das empresas que atuam no ambiente digital. Estamos comprometidos a trabalhar em prol do ecossistema digital, apoiando incondicionalmente a liberdade de expressão comercial", disse a companhia. 

Procurado, o Facebook ainda não se manifestou.

    Leia tudo sobre: Facebook