Orkut arrow-options
shutterstock
Aplicativo do Orkut é criado


O Orkut foi um dos assuntos mais comentados no Twitter no final de semana. Uma possível volta da rede social caiu na boca do povo depois que um aplicativo surgiu na Play Store

A boa notícia é que, sim, o aplicativo existe. E a má notícia é que, não, o Orkut não está de volta. A nova rede social nada mais é do que uma réplica do antigo sucesso da internet, feito por um fã brasileiro. 

Leia também: Criador do Orkut vem ao Brasil, tem Tinder excluído e reclama no Twitter

O site do “novo Orkut” existe desde 2017, mas o aplicativo da rede social foi criado em fevereiro deste ano. A novidade é muito similar à plataforma do turco Orkut Buyukkokten, com depoimentos, comunidades, amigos e tudo o mais. Até a famosa e saudosa comunidade “Eu odeio acordar cedo”, com a foto do Garfield, foi recriada. 

Orkut arrow-options
Captura de tela
Comunidade "Eu odeio acordar cedo" no novo Orkut.


Criada por um fã

O Orkut original deixou de funcionar em 2014, e a nova rede social apenas imita a antiga, sem recuperar seus dados. Isso significa que, ao baixar o aplicativo que está sendo muito comentado atualmente, seus depoimentos antigos e comunidades não aparecerão. 

Ao acessar o orkut.br.com , domínio do clone do Orkut , um aviso informa que o site é apenas uma homenagem à saudosa rede social. “O orkut.br não tem vínculo com o Google e não é o mesmo site que o orkut.com. Caso sua intenção seja acessar a antiga rede social filiada ao Google, pedimos desculpas mas não será possível, infelizmente o Orkut.com encerrou suas atividades em 2014. O Orkut.br está sendo desenvolvido por um fã da rede social que em sua homenagem está recriando o Orkut do zero, buscando utilizar as mesmas ferramentas e design do site original. Caso algum recurso não funcione, fique calmo, o Orkut.br está em desenvolvimento”, informa o aviso. 

Leia também: Mulher é condenada a pagar indenização por ofensas feitas no Orkut

Com a popularidade do novo aplicativo , muitos usuários já têm reclamado de lentidão. Durante os testes feitos pela reportagem, tanto o site quanto o aplicativo apresentaram algumas instabilidades, mas os recursos se mostraram realmente similares aos do antigo Orkut

Quando o site foi criado, em 2017, alguns navegadores alertavam que o endereço era suspeito de aplicar phishing . Hoje, o aviso não aparece mais. De qualquer forma, é interessante tomar cuidado com o compartilhamento de dados pessoais em novidades como essa. 

Para quem quer matar a saudade, porém, não é necessário oferecer nenhuma informação além de nome, sexo, país e data de nascimento, que não precisam ser os reais . Um e-mail também é solicitado para recuperação de senha, e não é utilizado para verificar a conta.

    Leia tudo sobre: aplicativo

    Veja Também

      Mostrar mais