drones
Divulgação
Restaurante entregou Temaki com drone


Com o fechamento de restaurantes em todo o país devido à pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2), os serviços de delivery têm ganhado bastante destaque. E um restaurante de Belo Horizonte decidiu inovar nesse sentido, começando a testar entregas com drones

No último dia 05, o primeiro voo de entrega foi realizado com sucesso, e um temaki do restaurante japonês Kanpai chegou são e salvo a seu destino depois de percorrer cerca de 1,5km. Para Guilherme Xavier, sócio do restaurante, utilizar drones para entregas é uma tendência que está cada vez mais próxima de se tornar real. “O que estamos fazendo, no momento, é nos anteciparmos diante de uma necessidade de reinvenção que ficou ainda mais acentuada neste período de isolamento social”, explica. 

Leia também: iFood e Rappi: aprenda a fazer as compras de mercado pelo celular

E é verdade. Aqui no Brasil, o serviço é realmente novidade e, desde o ano passado, o iFood realiza testes para implementar as entregas por drones. No exterior, alguns testes estão mais avançados, como os da Amazon nos Estados Unidos, revelando o quanto o sistema pode se tornar comum em um futuro não tão distante. 

Para Lucas Oliveira, outro sócio do Kanpai, essa novidade tecnológica pode se tornar real logo. "Esses testes são para validar e reafirmar uma tendência que hoje em dia já é discutida pelo mundo. Acho que é uma solução eminente para os próximos poucos anos", afirma.

Leia também: Em casa: veja como usar o Google Maps para encontrar restaurantes que entregam

A ideia do Kanpai ao utilizar drones para as entregas é tornar o processo de delivery mais rápido e dinâmico. “É preciso que as empresas, independentemente do segmento, se apropriem de todas as facilidades dessas máquinas”, opina Guilherme. 

Por enquanto, a entrega com drones do restaurante mineiro ainda está em fase de testes, e não há uma previsão de quando o serviço possa realmente entrar em vigor. De acordo com a empresa, a ideia do Kanpai, com o teste, foi se antecipar a uma tendência, aproveitando o período de isolamento social para realizar o experimento. O restaurante informa, também, que a Agência Nacional de Aviação Civil ( ANAC ) ainda não autoriza esse tipo de uso para os drones.

Em nota, a ANAC informou que "o serviço de entregas por drones, embora muito promissor em um futuro próximo, ainda não se tornou uma realidade no Brasil, dada a grande dificuldade técnica de inserção segura dessas aeronaves no espaço aéreo. Atualmente, há estudos conduzidos pela ANAC, DECEA e um requerente para demonstrações desta capacidade. Contudo, não há hoje qualquer empresa (restaurante ou de qualquer ramo de atividade) que tenha sido autorizada pela ANAC a realizar o serviço de delivery".

    Veja Também

      Mostrar mais