Olhar Digital

4G
Unsplash/Sara Kurfeß
Conexão 4G gira em torno de 15,3 Mbps no Brasil


A OpenSignal, empresa que monitora a qualidade de conexões de internet móvel graças a aplicativos instalados voluntariamente nos celulares de milhões de pessoas no mundo, publicou nesta quinta-feira (14) mais um levantamento com os dados que conseguiu coletar. A empresa percebeu mudanças importantes no perfil de uso do público brasileiro.

A pesquisa leva em conta o primeiro trimestre de 2020, comparando-o com o mesmo período de 2019, para entender o que mudou no país ao longo de um ano. De lá para cá, a situação do 4G viu uma melhora significativa, especialmente quando comparada com outros países da América Latina.

Segundo o estudo da OpenSignal , os celulares passam 79,3% do tempo conectados a redes móveis 4G, representando um aumento de de 7,4 pontos percentuais entre 2019 e 2020. É o terceiro maior aumento na América Latina no período.

Leia também: Pensando no 5G? Cidades brasileiras ainda estão presas no 2G; entenda

Da mesma forma, a qualidade da conexão também melhorou. Pela métrica da OpenSignal, a “Experiência de Velocidade de Download”, que cria uma média ponderada de velocidades em redes 3G e 4G de acordo com a disponibilidade das redes em cada país, ficou em 15,3 Mbps. Na América Latina, só Uruguai, México, Argentina e Porto Rico têm resultados superiores. Em relação ao upload, a “Experiência de Velocidade de Upload” aferida pela OpenSignal fica em 5,8 Mbps.

A OpenSignal também constatou, pelas suas métricas, que “Experiência de Vídeo” do brasileiro melhorou, com base em um sistema de pontuação própria que visa estabelecer uma métrica de qualidade de reprodução de vídeo por streaming (Netflix, YouTube e outros). São analisados critérios como qualidade de imagem, tempo de carregamento do vídeo e se o conteúdo precisa ser interrompido para carregar as próximas cenas (o famoso buffering).

Pelas medidas da empresa, o Brasil viu a contagem aumentar 11,2 pontos e chegar a 63,2, fazendo o país entrar na categoria “Bom” e ficar a apenas 1,8 pontos do “Muito bom”, mas ainda distante do “Excelente”, que dependeria de alcançar 75 pontos em uma escala de 0 a 100. Apenas 16 países alcançaram esse nível mais alto.

Completando o estudo, a OpenSignal coloca a “Experiência de Jogo”, que pontua elementos como latência, perda de pacotes e estabilidade, em 54,2 pontos e a “Experiência de App de Voz”, que leva em conta a relação entre a qualidade de conexão e a qualidade de chamadas por internet em aplicativos como WhatsApp , Facebook Messenger e tantos outros, em 75,1. Novamente, a pontuação pode oscilar entre 0 e 100.

    Veja Também

      Mostrar mais