Zoom
Unsplash/ Gabriel Benois
Aplicativo Zoom promete criptografia de ponta a ponta


O aplicativo de videoconferência Zoom anunciou, na última quarta-feira (17), que oferecerá criptografia de ponta a ponta para todos os seus usuários. O anúncio vem depois da companhia dizer que apenas usuários pagantes teriam acesso ao recurso de segurança

Leia também:

Zoom admite ter suspendido contas a pedido do governo chinês

Microsoft Teams aumenta limite e permite 300 usuários por videochamada

A empresa diz que conversou com muitos profissionais de segurança para garantir que a novidade chegue a todos os usuários sem ser a proveitada por criminosos. O medo do Zoom era de que, com a criptografia avançada liberada para todos, pessoas pudessem se aproveitar para realizar práticas criminosas, como pedofilia. 

"Nos envolvemos com organizações de liberdades civis, nosso conselho, advogados de segurança infantil, especialistas em criptografia, representantes do governo, nossos próprios usuários e outros para reunir seus comentários sobre esse recurso", diz a empresa em comunicado. "Identificamos um caminho a seguir que equilibra o direito legítimo de todos os usuários à privacidade e à segurança dos usuários em nossa plataforma", continua.

Para garantir que não haverá abusos na plataforma, os usuários terão que oferecer informações adicionais para fazer login, como verificar um número de celular. Isso garante que não sejam criadas contas em massa para práticas criminosas. 

A versão beta do novo sistema de criptografia  do Zoom  começa a ser testada em julho deste ano.

    Veja Também

      Mostrar mais