condomínios
Unsplash/engin akyurt
Aplicativos se tornaram tendência entre condôminos


O isolamento social imposto pela pandemia de Covid-19 tem digitalizado muitas relações, como o trabalho e o estudo. E um dos setores que tem se reinventado é o da administração de condomínios


As assembleias de condomínio, por exemplo, dispararam 430% durante o período de isolamento social. A informação é da Group Software, empresa brasileira de software para condomínios, imobiliárias e shoppings.

“A vida dentro dos condomínios sofreu uma mudança radical com a pandemia. Os moradores permanecem mais tempo dentro das suas unidades, a quantidade de encomendas recebidas aumentou exponencialmente, o uso dos espaços comuns foram submetidos a novas regras e várias decisões emergenciais precisam de agilidade com a devida garantia jurídica”, explica Danilo Frota, Diretor do Superapp COM21 da Group Software, que traz soluções para assembleias digitais.

Mercado aquecido

Essas mudanças fizeram com que o mercado de soluções para condomínios aquecesse bastante durante os últimos meses. Um exemplo é a fusão das empresas GoSoft e Athos, duas tradicionais companhias de software. De acordo com elas, a junção de ambas inaugura a maior empresa especializada em sistemas para condomínios do Brasil. 

"Os condomínios atuais exigem softwares e aplicativos capazes de dar às administradoras e aos síndicos condições de gerenciarem com eficiências estruturas que muitas vezes podem ser comparadas a pequenas cidades. Ao mesmo tempo, são necessárias soluções que garantam aos condôminos o acesso aos diversos serviços com agilidade, eficiência e conveniência", diz Catia Tamanini, sócia da GoSoft. As empresas pretendem investir, até o final de 2021, cerca de R$40 milhões na fusão. 

Mudanças vieram para ficar

As mudanças aceleradas pelo isolamento social já vinham acontecendo, explica Danilo. “Há algum tempo já falamos sobre a possibilidade da assembleia geral de condomínio ser feita em ambiente virtual, por ser uma demanda recorrente e uma reclamação dos condôminos e gestores. No entanto, existiam barreiras jurídicas, e esse Projeto de Lei [14.010/2020, que autoriza assembleias online] foi determinante para acelerarmos essa transformação. Além de ajudar em tempos de pandemia, irá engajar mais pessoas, pela comodidade de participar das decisões de forma online”, diz o diretor da Group Software.

O setor espera que essa aceleração seja mantida após a pandemia , já que muitos condôminos se sentem ainda mais confortáveis com esse tipo de solução. “A transformação digital nos condomínios continuará apresentando crescimento mesmo após a retomada das áreas comuns para realização das assembleias, já que a utilização proporcionou um aumento importante do quorum, devido ao ganho de tempo, deslocamento, conveniência e segurança jurídica”, opina Danilo. 

Além das assembleias digitais , as empresas do setor consultadas pela reportagem oferecem diversas facilidades na digitalização das relações dentro de um condomínio . Algumas delas são permitir que os condôminos acessem prestações de contas, interajam com a portaria, tenham acesso às pautas das reuniões e sejam notificados das decisões tomadas.

    Veja Também

      Mostrar mais