WhatsApp é investigado na Índia
Unsplash
WhatsApp é investigado na Índia

A Comissão de Concorrência da Índia (CCI) abriu uma investigação contra o WhatsApp nesta quarta-feira (24) a respeito da nova política de privacidade do mensageiro . O órgão acusa o aplicativo de violar as leis antitruste do país, diminuindo a competição.

Ao compartilhar dados dos usuários com o Facebook , a CCI entende que o WhatsApp viola as regras do país "por meio de sua conduta exploradora e excludente disfarçada de atualização de política", como informa a Reuters.

O compartilhamento de dados foi classificado, ainda, como algo que "não é totalmente transparente nem baseado no consentimento voluntário e específico do usuário". Agora, o WhatsApp tem 60 dias para apresentar um relatório respondendo às acusações recebidas no país. 

A Índia é o maior mercado do mundo para o WhatsApp, com mais de 500 milhões de usuários. A nova política de privacidade do mensageiro causou polêmica em todo o mundo e, por isso, foi adiada e entrará em vigor em maio .

Com a novidade, algumas informações dos usuários do WhatsApp serão compartilhados com o Facebook , como "informações de registro de sua conta (como seu número de telefone), dados de transações, dados relacionados ao serviço, informações sobre como você interage com outras pessoas (incluindo empresas) ao usar nossos Serviços, informações de dispositivo móvel e seu endereço de IP".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários