Tome cuidado com a clonagem do WhatsApp
Unsplash/Alexander Shatov
Tome cuidado com a clonagem do WhatsApp

Cibercriminosos encontraram uma nova forma de aplicar o famoso golpe da clonagem do WhatsApp . Agora, eles fingem ser funcionários do Ministério da Saúde (MS) que estão realizando uma pesquisa sobre a Covid-19 .

O MS chegou, de fato, a realizar algumas pesquisas do tipo, mas a diferença é que, ao final das perguntas, os golpistas pedem um código enviado por SMS para, supostamente, concluir a pesquisa. O código, na verdade, é o que dá acesso ao WhatsApp , e se a vítima o enviar, terá sua conta clonada.

Com a conta clonada, os criminosos conseguem se passar pela vítima e pedir dinheiro "emprestado" para seus amigos e familiares. Dessa forma, várias pessoas podem ser roubadas.

A principal dica para não cair nesse tipo de golpe , que assume diversas formas (além do MS, os criminosos podem se passar por funcionários de empresas ou assessores de pessoas famosas, por exemplo), é nunca compartilhar com terceiros códigos enviados por SMS . Além disso, confira outras dicas para se proteger:

  • Sempre desconfie de ligações que pedem informações pessoais;
  • Nunca compartilhe códigos enviados por SMS. Nesse caso, a pesquisa real do Ministério da Saúde não faz solicitações do tipo;
  • Ative a verificação em duas etapas no WhatsApp, com a qual você cria uma senha de proteção à sua conta. Sem ela, o criminoso não conseguirá efetuar a clonagem, mesmo com o código de verificação em mãos. Para ativar o recurso, vá em Configurações > Conta > Confirmação em duas etapas > Ativar.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários