Galaxy Z Fold 2
Divulgação/Samsung
Galaxy Z Fold 2

A Samsung iniciou nesta segunda-feira (28) uma campanha de empréstimo de celulares  Galaxy Z Fold2 5G . O smartphone dobrável custa R$ 12.599 e pode ser usado, de graça, por qualquer pessoa por 10 dias.

A ação, chamada de "Teste. Ame. Compre", dura até o dia 31 de julho, e tem vagas limitadas. O objetivo da empresa é que possíveis compradores experimentem o Galaxy Z Fold2 5G para, depois, decidirem se desejam comprá-lo. O esquema é parecido com um test drive , afirma Roman Cepeda, vice-presidente de marketing da divisão de dispositivos móveis da Samsung Brasil.

"A Samsung acredita na importância de proporcionar experiências e, ao convidarmos o consumidor a utilizar o Galaxy Z Fold2 5G durante dez dias como um serviço de test-drive, possibilitamos que os múltiplos recursos disponíveis no smartphone, inclusive a tecnologia da tela dobrável, sejam conhecidos diretamente no uso diário. É uma ótima oportunidade de se explorar intensamente o dispositivo, seja no trabalho, participando de reuniões ou durante momentos de entretenimento com amigos e familiares", disse à imprensa.

Como pegar um Galaxy Z Fold2 5G emprestado?

Podem participar da ação da Samsung pessoas com mais de 18 anos, que morem no Brasil, tenham CPF e cartão de crédito próprio. Para se cadastrar, é só preencher o formulário no site da campanha .

Se o empréstimo for aprovado, uma das lojas participantes entrará em contato. No momento da retirada do aparelho, o cliente precisa pagar uma taxa caução, no cartão de crédito , de R$ 1.399. O dinheiro será completamente devolvido se o smartphone não tiver nenhum defeito ao ser devolvido.

Durante os dez dias de teste, os usuários podem trocar mensagens com a equipe de suporte da Samsung para conhecer todos os recursos do celular. Ao final do período, o cliente decide se quer, ou não, comprar um  Galaxy Z Fold2 5G .

A ação vale para os seguintes estados brasileiros: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco, Bahia, Amazonas, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Paraná, Distrito Federal, Goiás e Piauí.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários