Robo Vac 11S
Divulgação
Robo Vac 11S

A eufy, marca chinesa de eletrodomésticos fundada em 2016, chegou ao Brasil neste mês e trouxe consigo dois robôs aspiradores de pó. Nas últimas semanas, testei o modelo Robo Vac 11S, o mais simples e barato dos dois, que me surpreendeu positivamente.

Eu nunca tinha usado um robô aspirador e confesso que imaginava que o dispositivo não fosse eficaz para um apartamento. A verdade é que o “bichinho” limpa bem, consegue acessar os cantos do apartamento e entra embaixo de móveis. Neste review, vou detalhar os principais prós e contras do Robo Vac 11S.

Primeiras impressões

Assim que o Robo Vac 11S é desembalado, a primeira impressão é que ele é pesado, já que o robô pesa 2,6 kg. Além disso, também chama a atenção o fato de ele ser pequeno, um atrativo para quem, assim como eu, tem pouco espaço para guardá-lo - são cerca de 30 cm de diâmetro.

Além disso, o kit do robô aspirador é bastante completo. Ele vem com controle remoto (com pilhas incluídas) e com duas trocas de filtros e escovas laterais. Apesar da marca ser chinesa, o manual de instruções tem opções em português e é bastante claro.

Robo Vac 11S: prós

Robo Vac 11S
Dimítria Coutinho/iG Tecnologia
Robo Vac 11S

O robô aspirador da eufy tem diversos modos. Além do modo livre, no qual ele sai pelo espaço limpando tudo, dá para controlá-lo através do controle remoto. Pelo controle, também dá para pedir para o robô limpar apenas os cantos, apenas um cômodo, trocar a potência e enviá-lo de volta para a sua base de carregamento.

Uma das vantagens do Robo Vac 11S é que ele sobe tranquilamente em superfícies baixas, como tapetes, e os limpa muito bem. Outro grande pró é que ele é bastante silencioso: em tempos de home office, dá tranquilamente para trabalhar enquanto ele limpa, já que o som não atrapalha.

Outro ponto positivo são suas escovas laterais, que parecem “patinhas”. As escovas vão girando conforme o robô anda pelo espaço, jogando toda a sujeira para as entradas que aspiram. Essas “patinhas” são bastante úteis para as limpezas de cantos, o que me surpreendeu positivamente. Mesmo sem muito espaço aberto, o que é o caso de um apartamento, o Robo Vac 11S entra embaixo de móveis e vai limpando os cantos com essas escovas, que também são ótimas para pegar cabelo.

Robo Vac 11S embaixo
Dimítria Coutinho/iG Tecnologia
Robo Vac 11S embaixo

A bateria do robô aspirador também me surpreendeu positivamente. A eufy promete que o dispositivo dura 100 minutos longe da tomada mas, na prática, durou até mais. Para limpar o apartamento inteiro, o Robo Vac 11S leva cerca de meia hora. Ele só se descarregou completamente depois de cerca de 5 limpezas. Quando o robô se descarrega no meio de uma limpeza, ele volta automaticamente para sua base de carregamento - na prática, se ele estiver longe, ele demora um pouco para encontrá-la.

Você viu?

Outra grande vantagem é que o Robo Vac 11S limpa muito bem. Mesmo utilizando-o diariamente, ao fim de cada limpeza a gaveta de sujeira sai cheia. Aliás, utilizá-lo diariamente é bastante simples, então acredito que o robô seja mais um substituto da vassoura do que dos aspiradores grandes que só usamos para limpezas mais pesadas - até porque as escovas laterais fazem o papel de varrer ao pegarem os cabelos. A limpeza do dispositivo é simples, já que ele vem com um pincel que ajuda na remoção do pó da gaveta e do filtro, além de ter um cortador que ajuda na remoção dos fios que ficam presos nas escovas.

Robo Vac 11S e sua gaveta de pó
Dimítria Coutinho/iG Tecnologia
Robo Vac 11S e sua gaveta de pó

Robo Vac 11S: contras

O principal ponto negativo do Robo Vac 11S é que ele é perdido. O dispositivo não tem um rastreador de ambiente, recurso que está presente em outros robôs aspiradores mais caros. Por isso, no modo de limpeza padrão, ele sai "andando" pelo espaço sem rumo, e só desvia quando vê um objeto. Isso faz com que ele passe diversas vezes no mesmo lugar e não chegue a alcançar outros ambientes.

Por isso, a limpeza do Robo Vac 11S fica melhor quando alguém está acompanhando seu trabalho, o que não é exatamente cômodo. Com o controle, dá para ir direcionando o caminho do robô, o que torna a limpeza mais completa, porém mais difícil. Afinal, o objetivo do robô é justamente deixar os humanos com tempo livre.

No caso de apartamentos, o modo de limpar os cantos soluciona um pouco esse problema. Com esse modo, o robô “gruda” na parede e vai acompanhando todos os cantos da casa, entrando e saindo de todos os cômodos sempre pelos cantos. Isso força o Robo Vac 11S a passar por todos os ambientes e não ficar repetindo o mesmo caminho, mas não resolve a limpeza completa.

Outra ideia que eu testei foi fechar a porta e colocar ele para limpar um cômodo por vez. Pode ser que ele demore um pouquinho mais e passe várias vezes no mesmo local, mas ele acaba limpando todo o ambiente em algum momento. Nesse caso, o trabalho é o de ficar trocando-o de cômodo.

Outro ponto negativo é que o sensor do Robo Vac 11S pode identificar reflexos de luz como uma queda, o que é avisado no próprio manual. De dia, quando o chão está refletindo a luz do Sol, o robô dá ré toda vez que vê a claridade, o que impede que ele limpe alguns locais. Nada que fechar a janela não resolva.

Robo Vac 11S: compensa?

No geral, gostei bastante do Robo Vac 11S, encontrando mais prós do que contras. O fato de ele ser silencioso e limpar muito bem a casa são ótimos pontos positivos. No entanto, o mapeamento realmente faz falta para uma limpeza mais coordenada.

Para quem quer um aspirador robô e não se importa de perder alguns minutos do dia para ficar atrás dele, nem que seja para mudá-lo de cômodo de vez em quando, o modelo, que custa R$ 1,8 mil na Amazon , pode ser uma boa opção. Já para quem não quer nem ter que lembrar que o robô aspirador existe, vale a pena investir um pouco mais e escolher um modelo que tenha o rastreamento de ambiente.

Se sua dúvida, assim como a minha, era se compensa ter um aspirador robô em um apartamento, a resposta é: sim! Fui surpreendida positivamente com o quanto o “bichinho” é capaz de limpar os cantos, desbravar as partes inferiores de móveis e desviar de diversos objetos, além de demandar pouco esforço do seu dono.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários