Ex-deputado é investigado no inquérito dos atos antidemocráticos
Reprodução
Ex-deputado é investigado no inquérito dos atos antidemocráticos

O perfil do Twitter do ex-deputado Roberto Jefferson ficou fora do ar nesta sexta-feira (13). O presidente do PTB foi preso na manhã de hoje  no inquérito dos atos antidemocráticos, que apura a formação de uma organização criminosa digital.

Às 10h40 (horário de Brasília), ao entrar no perfil "@BobJeffRoadKing" aparecia a seguinte mensagem: "Essa conta não existe. Tente buscar outro(a)". A mensagem é geralmente colocada em perfis excluídos, embora não dê para afirmar que esse seja o caso. Quando o próprio Twitter barra uma conta, ela aparece como "conta retida".

Em seu perfil no Twitter, Jefferson relatou que "a Polícia Federal foi a cada (sic) de minha ex-mulher, mãe de meus filhos, com ordem de prisão contra mim e busca e apreensão. Vamos ver de onde parte essa canalhice."

Em outras postagens, o bolsonarista atacou o supremo, especialmente Moraes, chamado de "cachorro do STF" pelo ex-deputado que também já havia pedido o fechamento do Supremo. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários