Cuidado ao compartilhar a senha do Wi-Fi
Unsplash/Sara Kurfeß
Cuidado ao compartilhar a senha do Wi-Fi

Além de tornar a conexão mais lenta, compartilhar a senha do Wi-Fi com outras pessoas pode ser perigoso. É o que alerta Katie Pierozzi, CEO da Mambo WiFi, que afirma que o dono de uma rede pode ser responsabilizado por crimes cometidos por usuários dela.

"Sem a identificação de pessoas que utilizaram aquele Wi-Fi no momento do crime, de acordo com o Marco Civil da Internet, o proprietário da rede passa a ser o responsável inicial por tais atividades, podendo ter que arcar com multas altíssimas", diz a especialista.

Como se proteger

No caso de empresas que fornecem o Wi-Fi para clientes, a dica de Katie é o uso de uma ferramenta que possa identificar os usuários. "Com um hotspot Wi-Fi, para se conectar à rede o usuário deve realizar um cadastro fornecendo informações pessoais, que ficarão registradas em um banco de dados pelo período de 1 ano, conforme pede a lei do Marco Civil da Internet. Além disso, o usuário também tem acesso aos termos de consentimento de uso de dados, podendo permitir ou não o uso de suas informações pessoais. Dessa forma, o proprietário da rede Wi-Fi também fica seguro perante a Lei Geral de Proteção de Dados", aconselha.

Já no caso das redes domiciliares, é preciso garantir que a internet será usada por pessoas de sua confiança antes de compartilhar a senha. No caso de um empréstimo rápido de senha, o ideal é trocá-la depois, aconselha Katie, para que a pessoa não fique usando sua internet por tempo indeterminado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários