OnlyFans volta atrás
Reprodução
OnlyFans volta atrás

O OnlyFans anunciou nesta quarta-feira (25) que não vai mais proibir conteúdo sexual a partir de outubro. A plataforma tinha recebido críticas de usuários e profissionais do sexo, o que pautou a mudança de decisão.

"Obrigado a todos por fazerem suas vozes serem ouvidas. Obtivemos as garantias necessárias para apoiar nossa comunidade diversificada de criadores e suspendemos a mudança de política planejada para 1º de outubro. OnlyFans significa inclusão e continuaremos a fornecer um lar para todos os criadores", escreveu a plataforma em sua conta oficial no Twitter.

Na quinta-feira (19), o  OnlyFans havia divulgado que proibiria conteúdos sexuais a partir de 1º de outubro. Dias depois, a plataforma divulgou os novos termos de uso .

O OnlyFans havia justificado a proibição colocando a culpa em bancos . De acordo com o CEO da empresa, nenhuma instituição financeira queria fazer os pagamentos aos criadores de conteúdo para não ter sua imagem associada ao OnlyFans por "risco de reputação".

A decisão causou polêmica entre usuários e criadores de conteúdo, sobretudo profissionais do sexo que faziam dinheiro através da plataforma. Agora, esse problema financeiro parece ter sido resolvido, já que o OnlyFans disse que obteve as "garantias necessárias" para apoiar sua comunidade.

No Twitter, muitos usuários ainda reclamam, mesmo após a suspensão das mudanças. Alguns comentam que suspensão não é o mesmo que cancelamento, enquanto outros afirmam que já deixaram de confiar no OnlyFans.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários