Trump
Divulgação
Trump

O ex-presidente dos EUA, Donald Trump, solicitou a um juiz federal na Flórida que obrigue o Twitter a restaurar sua conta, removida em 9 de janeiro desse ano sob a alegação de incitação à violência.

O pedido de Trump foi feito no Tribunal Distrital dos EUA para o Distrito Sul da Flórida e argumenta que a empresa teria sido “coagida” por membros do Congresso dos EUA a suspender sua conta.

Ainda segundo os advogados do ex-presidente, o  Twitter “exerce um grau de poder e controle sobre o discurso político neste país que é incomensurável, historicamente sem precedentes e profundamente perigoso para abrir o debate democrático”.

O Twitter ainda não comentou a nova ação do ex-presidente, porém, no momento da remoção afirmou que os tweets em questão violaram a política da plataforma que proíbe a "glorificação da violência" e que as mensagens eram “altamente prováveis” de encorajar as pessoas a repetir o que aconteceu no Capitólio, invadido por apoiadores do ex-presidente no dia 6 de janeiro.

Antes de ser bloqueado, Trump tinha mais de 88 milhões de seguidores.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários