Xiaomi ajuda divulgador científico
Divulgação
Xiaomi ajuda divulgador científico

A Xiaomi se tornou um dos assuntos mais comentados no Twitter nesta terça-feira (23) depois de oferecer um celular para o biólogo e divulgador científico Sérgio Rangel. Ele havia publicado um vídeo pedindo um smartphone para a Samsung, que negou o pedido.

No domingo (21), Rangel publicou um vídeo em sua conta no Twitter, que tem mais de 38 mil seguidores, falando que seu celular da Samsung parou de funcionar depois de cinco anos de uso e que ele precisa de um novo para gravar seus vídeos para o YouTube. Ele propôs, então, que seus seguidores levantassem a hashtag #SamsungAjudeOSérgioRangel, para que a marca aceitasse dar um celular para ele. Assista:

Na segunda-feira (22), porém, a Samsung recusou o pedido. "Olá, Sérgio! Tudo bem? Apesar de acompanhar e admirar o seu trabalho, infelizmente não poderei te ajudar dessa forma, por enquanto. Vamos fazer o seguinte? Me envie uma DM com uma proposta de campanha, e eu envio pro time responsável. Pode ser?", escreveu o perfil oficial da marca.

A resposta da empresa foi criticada por muitos internautas, inclusive por Rangel. "Infelizmente, essas grandes empresas que poderiam nos ajudar não dão a mínima para cultura, conhecimento e ciência", disse ele em um vídeo. "Essa hora eu sinto por ser um professor e não ex-BBB", desabafou.

Os seguidores do biólogo começaram a marcar outras empresas nos comentários da publicação, sobretudo a Xiaomi. Na noite de segunda-feira, a marca chinesa se ofereceu a dar um smartphone a Rangel.

"Oi, Sérgio! Quanta gente me chamou aqui. Meu estoque de mimos está baixo, mas minha missão é inovar para todos e isso também significa incentivar a ciência e a educação, por isso dei um jeito e consegui um aparelho incrível pra você!", escreveu o perfil oficial da Xiaomi.

Leia Também

A resposta da empresa viralizou, com internautas comparando sua atitude com a da Samsung. Confira alguns dos comentários:





    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários