Internet via satélite custa caro
Unsplash/Donald Giannatti
Internet via satélite custa caro

A Starlink, rede de internet via satélite da SpaceX, empresa do bilionário Elon Musk, anunciou nesta quarta-feira (2) um novo plano premium. O serviço oferece antena maior, alta velocidade e baixa latência, mas o preço é alto.

Nos Estados Unidos, já é possível comprar a novidade, que tem equipamento que custa US$ 2.500,00 (cerca de R$ 13 mil, em conversão direta), além da mensalidade de US$ 500 (cerca de R$ 2,6 mil).

Em seu site, a Starlink afirma que o plano é ideal negócios, com foco em "pequenos escritórios, lojas e super usuários", permitindo a conexão de até 15 equipamentos. 

"Os usuários do Starlink Premium podem esperar velocidades de download de 150-500 Mbps e latência de 20-40ms", afirma a empresa.

Na semana passada, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), autorizou a rede Starlink a operar no Brasil . Por conta do alto custo e da necessidade do uso de antenas, a internet via satélite é mais voltada para zonas nas quais a internet via cabo não chega, como áreas rurais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários