Samsung lança Galaxy S22 e S22+ no Brasil; preços começam em R$ 5 mil

Dupla chega ao país com câmeras poderosas e processador Snapdragon 8 Gen 1

Samsung Galaxy S22
Foto: Divulgação/Samsung
Samsung Galaxy S22

A Samsung lançou nesta terça-feira (15) a linha Galaxy S22 no Brasil. Chegaram ao país os  modelos que haviam sido lançados globalmente na semana passada: Galaxy S22, Galaxy S22+ e Galaxy S22 Ultra - confira tudo sobre o último aqui .

O principal destaque do Galaxy S22 e do Galaxy S22+ é a fotografia. Com câmeras e sistemas avançados e inteligentes, os smartphones prometem fotos iluminadas durante a noite e feitos interessantes para imagens e vídeos.

A grande novidade é o recurso Nightography que permite, de acordo com a Samsung, que a câmera "permita a entrada de mais luz, mostre detalhes e capture cores mesmo no escuro". Ambos os modelos têm câmera frontal de 10 MP e três lentes na parte traseira:

  • Câmera Wide de 50 MP;
  • Câmera Ultra-Wide de 12 MP;
  • Câmera teleobjetiva de 10 MP.

Tanto Galaxy S22 quanto Galaxy S22+ chegam ao Brasil com processador Snapdragon 8 Gen 1, da Qualcomm, o mais poderoso para smartphones Android. A memória RAM é de 8 GB e o armazenamento interno varia entre 128 GB e 256 GB. Ambos têm compatibilidade com o 5G e tela com taxa de atualização de até 120Hz.

As diferenças entre os dois celulares estão no tamanho da tela e na bateria. Enquanto o Galaxy S22 tem display de 6,1 polegadas, bateria de 3.700 mAh e carregamento de 25W, o Galaxy S22+ tem tela de 6,6 polegadas, bateria de 4.500 mAh e carregamento de 45W.

Preço do Galaxy S22 e do Galaxy S22+ no Brasil

Foto: Divulgação/Samsung
Cores do Galaxy S22

Ambos os modelos chegam ao Brasil nas cores preto, branco, verde e rosé, e podem ser comprados a partir desta terça-feira. Veja os preços:

  • Galaxy S22 de 8 GB + 128 GB - R$ 5.399,10
  • Galaxy S22 de 8 GB + 256 GB - R$ 5.849,10
  • Galaxy S22+ de 8 GB + 128 GB - R$ 6.299,10
  • Galaxy S22+ de 8 GB + 256 GB - R$ 6.749,10

** Dimítria Coutinho atua cobrindo tecnologia há cinco anos, se dedicando também a assuntos econômicos. Antes de trabalhar no iG, era repórter do Ada, um portal de tecnologia voltado para o público feminino. É jornalista formada pela Universidade de São Paulo com passagem pelo Instituto Politécnico de Lisboa.