Instagram é banido da Rússia
Unsplash/Kate Torline
Instagram é banido da Rússia

Usuários do Instagram na Rússia estão sendo notificados sobre a interrupção do serviço a partir da meia-noite de domingo (13) para segunda-feira (14). Na semana passada,  o país já havia anunciado a restrição de acesso à plataforma e a abertura de um processo criminal contra a Meta Platforms, empresa controladora do Facebook e do Instagram, por afrouxarem suas regras,  permitindo temporariamente mensagens violentas direcionadas contra militares e líderes russos, entre eles o presidente Vladimir Putin.

Uma mensagem de email do regulador de comunicações do estado disse às pessoas para mover suas fotos e vídeos do Instagram antes que ele fosse fechado e os encorajou a mudar para as próprias "plataformas de internet competitivas" da Rússia. O bloqueio afetará 80 milhões de usuários, segundo o chefe do Instagram.

"Precisamos garantir a saúde psicológica dos cidadãos, especialmente crianças e adolescentes, para protegê-los de assédios e insultos online", afirma a mensagem, explicando a decisão de fechar a plataforma.

A Meta disse na sexta-feira (11) que a mudança temporária em sua política de discurso de ódio se aplica apenas à Ucrânia, após a invasão do país pelas tropas da Rússia em 24 de fevereiro. A empresa disse que seria errado impedir que os ucranianos "expressassem sua resistência e fúria contra as forças militares invasoras".

A decisão desagradou a Rússia, o que resultou na abertura de uma investigação criminal contra a Meta. Os promotores pediram a um tribunal que designasse a gigante de tecnologia dos EUA como uma "organização extremista".

Moscou também havia banido o Facebook  no país desde 4 de março, em resposta ao que disse serem restrições de acesso à mídia russa na plataforma.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários