Meta pode ser completamente proibida na Rússia
Reprodução
Meta pode ser completamente proibida na Rússia

Os Serviços de Segurança da Rússia (FSB) exigiram o banimento imediato do Facebook e do Instagram nesta segunda-feira (21). As redes sociais, que pertencem à Meta, são acusadas de "extremismo" por permitirem a divulgação de publicações de ódio contra militares e políticos russos.

O Facebook está bloqueado na Rússia desde 4 de março  por restringir o acesso de usuários a canais estatais. Já o  Instagram foi bloqueado no dia 14 por permitir discurso de ódio. Depois da proibição ao Instagram, a Meta voltou atrás e passou a impedir publicações que defendam a morte de políticos.

Mesmo com a mudança, a FSB exige que as redes sociais sejam completamente banidas do país. "As atividades da Meta se dirigem contra a Rússia e suas Forças Armadas. Exigimos sua proibição e a obrigação de aplicar esta medida imediatamente", declarou Igor Kovalevski, porta-voz do FSB, de acordo com a agência de notícias Interfax. O WhatsApp, que também pertence à Meta, deve ficar de fora da proibição.

No dia 11 de março, a Procuradoria-Geral da Rússia já havia solicitado que a Meta fosse classificada como "organização extremista", o que faria com que todas as suas atividades fossem proibidas no país.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários