Black Shark 5 Pro, da Xiaomi
Divulgação/Xiaomi - 30.03.2022
Black Shark 5 Pro, da Xiaomi

A Xiaomi revelou seus novos celulares para o público gamer nesta quarta-feira (30). O destaque fica para o Black Shark 5 Pro e 5 RS, que juntam o armazenamento do tipo UFS 3.1 e SSD e têm recarga rápida de 120 W na ficha técnica. A companhia também revelou a edição convencional da família Black Shark 5.

A começar pelo Black Shark 5 Pro, o smartphone reúne o que há de mais poderoso no mercado. O destaque já parte da sua ficha técnica, que oferece 256 GB ou 512 GB de memória. Mas, diferentemente dos celulares convencionais, o lançamento divide uma metade do armazenamento em um SSD e a outra em uma memória UFS 3.1. A expectativa é de que a junção incremente o desempenho do celular.

O poder de fogo é complementado por outros recursos. É o caso do Snapdragon 8 Gen 1, um dos processadores mais rápidos da atualidade. O consumidor ainda tem até 16 GB de RAM e uma bateria de 4.650 mAh que promete ir de 0% a 100% em 15 minutos graças à recarga rápida de 120 watts.

A edição Pro ainda possui uma tela de 6,67 polegadas com resolução Full HD+. O grande destaque fica pelas taxas de atualização de 144 Hz e de amostragem de toque de 720 Hz. Além disso, o lançamento possui botões na lateral, para melhorar a experiência em jogos, e câmera tripla de 108 megapixels.

Black Shark 5 RS traz SSD e duas opções de processador

O Black Shark 5 RS não se diferencia muito da edição Pro. O celular tem a mesma tela e também faz a dobradinha no armazenamento de 256 GB entre o SSD e a memória UFS 3.1. Ainda assim, o consumidor tem duas opções de processadores da Qualcomm na hora da compra, a depender do modelo escolhido:

  • Snapdragon 888: variante com 8 GB de RAM;
  • Snapdragon 888+: variante com 12 GB de RAM.

De resto, os celulares são parecidos. Assim como a edição Pro, o modelo possui gatilhos para jogos, tela de 144 Hz e sistema de resfriamento com câmaras de vapor. Mas a edição RS tem bateria de 4.500 mAh com recarga de 120 watts, câmera tripla de 64 megapixels e entrada para fones de ouvidos (3,5 mm).

Leia Também

Edição convencional é mais simples, pero no mucho

O trio fica completo com o Black Shark 5. A variante convencional traz uma ficha técnica formada pelo Snapdragon 870 e a RAM de 8 GB ou 12 GB. Mas, diferentemente dos demais, o celular deixa o SSD de lado e traz apenas a memória UFS 3.1 de 128 GB ou 256 GB, a depender do modelo escolhido.

Como era de se esperar, a recarga rápida de 120 watts também aparece na bateria de 4.650 mAh. O mesmo é dito à tela de 6,67 polegadas com taxa de atualização de 144 Hz e a câmera tripla de 64 megapixels. O celular também se assemelha aos demais na presença do leitor de impressões digitais na lateral e o suporte ao 5G.

Preço e disponibilidade

Por ora, os celulares serão lançados apenas na China. Opção mais barata do trio, o Black Shark 5 chegará às lojas do país asiático em 2 de abril pelo preço sugerido de 2.799 iuanes. O valor equivale a cerca de R$ 2.110 em conversão direta:

  • 8 GB + 128 GB: 2.799 iuanes (R$ 2.110);
  • 12 GB + 128 GB: 2.999 iuanes (R$ 2.260);
  • 12 GB + 256 GB: 3.299 iuanes (R$ 2.485).

O Black Shark 5 RS é um pouco mais caro. A estreia comercial do celular gamer acontecerá no mesmo dia. O preço sugerido do lançamento começa em 3.299 iuanes (por volta de R$ 2.480 em conversão direta):

  • 8 GB + 256 GB: 3.299 iuanes (R$ 2.480);
  • 12 GB + 256 GB: 3.799 iuanes (R$ 2.860).

Como era de se esperar, a edição mais encorpada é acompanhada pelo maior custo do trio. As vendas do Black Shark 5 Pro começarão no próximo dia 2 com valores a partir de 4.199 iuanes. O preço equivale a aproximadamente R$ 3.155 em conversão direta:

  • 8 GB + 256 GB: 4.199 iuanes (R$ 3.155);
  • 12 GB + 256 GB: 4.699 iuanes (R$ 3.540);
  • 16 GB + 512 GB: 5.499 iuanes (R$ 4.140).

Não há previsão de lançamento dos celulares no Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários