Elon Musk quer que Twitter tenha botão de edição
Steve Jurvetson/Flickr
Elon Musk quer que Twitter tenha botão de edição

Depois de assumir a compra de 9,2% do Twitter e se tornar o maior acionista individual da rede social, o bilionário Elon Musk divulgou uma enquete em seu perfil perguntando se as pessoas querem que a plataforma tenha um botão de edição de tuítes.

O CEO do Twitter, Parag Agrawal, compartilhou a publicação de Musk e disse: "As consequências desta pesquisa serão importantes. Por favor, vote com atenção".

O botão de edição é um dos recursos mais pedidos por usuários do Twitter. Em 2020, o então CEO Jack Dorsey disse em entrevista à Wired que a rede social "provavelmente nunca" atenderia a esse pedido. No dia 1º de abril deste ano, o Dia da Mentira, a conta oficial do Twitter publicou: "estamos trabalhando em um botão de edição".

Embora um botão de edição permita que erros gramaticais ou de digitação sejam corrigidos, por exemplo, críticos alegam que a ferramenta poderia ser usada de forma prejudicial. Por exemplo, o dono de um tuíte que viralizou poderia editá-lo, mudando completamente seu sentido e dando audiência a opiniões que normalmente não teriam destaque.

Essa crítica aparece em diversos comentários na publicação de Musk. Um dos usuários sugeriu que a edição fosse disponibilizada apenas por alguns minutos e que um link mostrasse o que foi editado, para evitar o mau uso da ferramenta. "Isso soa razoável", respondeu Musk.

Alguns usuários ainda criticaram o fato de que Musk estaria interferindo nas decisões do Twitter. "Se as pessoas votam esmagadoramente em algo, é pelo menos *um* ponto de dados", respondeu o bilionário. Até o momento desta publicação, mais de 2,7 milhões de pessoas votaram na enquete - os votos favoráveis ao botão estão vencendo com 73,4%.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários