Twitter pode ser de Elon Musk
Luciano Rocha
Twitter pode ser de Elon Musk

Twitter pode passar para as mãos do bilionário Elon Musk ainda nesta segunda-feira (25), disse à agência de notícias Bloomberg uma pessoa próxima às tratativas. 

A rede social reavaliou a proposta de aquisição de US$ 43 bilhões de Musk depois de o bilionário ter conseguido um financiamento para honrar a proposta. Com essa pedida, Musk pagaria US$ 54,20 por ação da empresa.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

O CEO da Tesla e conselheiros do Twitter se reuniram neste domingo para debater a venda. No pré-mercado, a notícia repercutiu bem e a ação da empresa chegou a subir até 6,2% na Bolsa de Nova York. 

Na última semana, o empresário afirmou que desembolsaria US$ 21 bilhões de sua própria fortuna — estimada em US$ 270 bilhões. Também disse que tinha cartas de compromisso do banco americano Morgan Stanley e de outros de primeira linha, que totalizavam financiamento de US$ 25 bilhões. Com isso, o bilionário teria US$ 46 bilhões para financiar a compra da plataforma.

Estratégia de Musk

Musk está considerando levar sua oferta diretamente aos acionistas por meio do lançamento de uma oferta pública. No entanto, mesmo que ele consiga apoio, ainda precisaria criar uma maneira para contornar a manobra feita pelo Twitter, que o impede de aumentar sua participação para 15% ou mais. Hoje, o empresário tem 9% da empresa.

A manobra é conhecida como poison pill (“pílula do veneno”) e se trata de uma medida adotada por empresas que querem se proteger de ofertas de aquisições indesejadas. Na prática, caso haja compra de 15% ou mais das ações do Twitter no mercado, sem aprovação prévia do Conselho de Administração da companhia, a parte que assumir o controle da empresa deverá pagar um valor extra aos acionistas atuais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários