Elon Musk
Reprodução/Instagram - 26.04.2022
Elon Musk

A negociação que envolveu a compra do Twitter pelo bilionário Elon Musk envolveu um momento curioso que fez os conselheiros duvidarem da seriedade de Musk. Ao oferecer o valor de US$ 54,20 por ação, o diretor-executivo da Tesla brincou com o número "420", uma referência a fumar maconha. A informação é da agência Reuters.

Os documentos da negociação que ele apresentou na semana passada em apoio à proposta foram assinados em 20 de abril, abreviado como 4/20, dia da maconha nos Estados Unidos, já que lá a data anuncia o mês antes do dia.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

A negociação começou a tomar contornos mais sérios após executivos de bancos como Goldman Sachs Group Inc (GS.N), JPMorgan Chase & Co (JPM.N) e Allen & Co perguntarem sobre as finanças do bilionário e, principalmente, como ele pagaria  US$ 21 bilhões que faltavam para fechar os R$ 44 bilhões ofertados. 

Não seria a primeira vez que o bilionário brinca com o número. Em 2018 ele sugeriu oferecer ações da Tesla por US$ 420. Na ocasião, ele disse ter aprendido recentemente sobre a cultura e sua namorada achava engraçada. 

Durante uma aparição no podcast "Joe Rogan experience", Musk chegou a experimentar um cigarro de maconha. Veja o vídeo:


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários