Meta lança desafio RAP para dar mais diversidade a soluções de realidade aumentada
Divulgação/Meta
Meta lança desafio RAP para dar mais diversidade a soluções de realidade aumentada

A Meta anunciou nesta quarta-feira (18) uma iniciativa exclusivamente brasileira para ampliar as soluções de realidade aumentada (RA) disponíveis para pessoas negras. Atualmente, grande partes dos filtros de RA presentes no Instagram e no Facebook são criados para pessoas brancas, fazendo com que muitos deles sequer funcionem para pessoas negras.

Pensando nisso, a Meta criou o "Desafio RAP: Realidade Aumentada na Pele", que vai treinar e premiar pessoas negras que queiram criar filtros de realidade aumentada.

"É preciso criar oportunidades de forma intencional e o Desafio RAP nasce como uma forma de abrir mais portas para a comunidade negra no universo de realidade aumentada. A iniciativa tem como premissa que ao incluir, educar e desenvolver mais criadores negros de RA, é possível promover mais diversidade, oportunidades e inclusão para esse grupo no ambiente digital", afirma Erick Portes Martins, gerente de parcerias estratégicas da Meta na América Latina e membro do [email protected], grupo de afinidade de pessoas negras e aliados na empresa.

A partir desta quarta, brasileiros negros com mais de 18 anos interessados em participar do desafio podem entrar no  site do RAP  e fazerem cursos online para aprenderem a criar filtros de realidade aumentada na ferramenta da Meta. No final de junho, novos filtros poderão ser submetidos a um concurso que, em agosto, vai premiar os 10 melhores.

Os campeões receberão uma bolsa de estudos e equipamentos para continuarem desenvolvendo soluções em realidade aumentada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários