A Receita Federal está leiloando mercadorias apreendidas em São Paulo, e entre todos os lotes, há um bem curioso: ele tem consoles retrô lançados originalmente no Japão nos anos 1980 e controles para o Super Famicom - versão japonesa do SNES, ou Super Nintendo. E claro, encontramos aqui também celulares Xiaomi e produtos da Apple como iPhone e MacBook.

Xiaomi Redmi Note 8 Pro
Redmi Note 8 Pro (Imagem: Divulgação / Xiaomi)

O lote 4 conta com um Redmi Note 8 Pro, e seu lance inicial é de R$ 450. O Xiaomi Mi 9 Lite e Mi 9T também participam do leilão, com preço mínimo de R$ 800. Quem estiver a fim de um celular da Apple pode tentar arrematar um iPhone 7 Plus, que começa em R$ 750. Todos esses produtos que mencionamos aqui podem ser adquiridos por pessoa física.

Há outros lotes, no entanto, que valem somente para pessoa jurídica. É o caso do lote 18: ele inclui o Casio PV-1000, primeiro console da empresa, lançado em 1983 só no Japão. O videogame foi um fracasso de vendas, com apenas 13 jogos no catálogo, e foi cancelado em menos de um ano.

Temos ainda o Cassette Vision Jr., console da japonesa Epoch, também lançado em 1983 por um preço bem menor: ele custava 5 mil ienes, contra os 14.800 ienes do Casio PV-1000. Ele até que vendeu bem, mas acabou sendo suplantado por dois outros concorrentes: o Sega SG-1000 e o Nintendo Famicom, cuja versão internacional é o famoso Nintendinho (NES). O Vision Jr. deixou de ser vendido em 1984.

Pioneer PX-7, Casio PV-1000, controles do Nintendo Super Famicom e console Cassette Vision Jr
Pioneer PX-7, Casio PV-1000, controles do Nintendo Super Famicom e console Cassette Vision Jr (Imagem: Divulgação / RFB)

Este lote da Receita Federal traz também o computador Pioneer PX-7, lançado no Japão em 1984: ele é um computador MSX, ou seja, segue uma padronização de hardware cocriada pela Microsoft para maior compatibilidade de cartuchos, programas e jogos.

O lote 18 ainda inclui 50 controles do Super Famicom - versão japonesa do SNES - mais 118 cartuchos de jogo usados; o lance inicial é de apenas R$ 500.

Leia Também

Como participar do leilão da Receita Federal?

Agora que você conhece os destaques, fica a dúvida: como funciona o leilão da Receita Federal para comprar eletrônicos? Para participar, antes de tudo é necessário estar em dia com seus impostos. Tendo isso, você precisa:

  1. obter um certificado digital, que precisa ser comprado à parte;
  2. obter um código de acesso através do Portal e-CAC;
  3. visitar o site da Receita e colocar seu lance para arrematar os produtos.

Como em todo leilão da Receita, quem arrematar os lotes precisará retirá-los pessoalmente. Os produtos não têm garantia, e só podem ser revendidos por pessoa jurídica. As propostas estão abertas até 3 de novembro de 2021 às 18h, horário de Brasília.

O leilão está sendo realizado na cidade de São Paulo; saiba mais detalhes no site oficial: receita.fazenda.gov.br.

Leilão também tem Xiaomi AirDots e Google Chromecast

Xiaomi AirDots, Google Chromecast e SSD Kingston (Imagem: Divulgação / RFB)
Xiaomi AirDots, Google Chromecast e SSD Kingston (Imagem: Divulgação / RFB)

Confira os principais lotes do leilão da Receita Federal, reunidos pelo Tecnoblog :

Lote Principais produtos Lance inicial
4 Xiaomi Redmi Note 8 Pro R$ 450
5 Xiaomi Mi 9 Lite R$ 800
6 Xiaomi Mi 9T R$ 800
7 iPhone 7 Plus R$ 750
8 Apple Watch Series 3 R$ 1.000
9 iPad de 32 GB
MacBook Air de 256 GB
R$ 8.000
11 Xiaomi AirDots (454 unidades)
Google Chromecast (2 unidades)
SSD Kingston 480 GB (1 unidade)
R$ 20.000
18 Console Casio PV-1000 (1 unidade)
Console Cassette Vision Jr. (1 unidade)
Cartuchos usados (118 unidades)
Computador Pioneer PX-7 (1 unidade)
Controles do Nintendo Super Famicom (50 unidades)
R$ 500
62 pentes de 2 GB de RAM (1.000 unidades)
pentes de 4 GB de RAM (1.450 unidades)
pentes de 8 GB de RAM (500 unidades)
R$ 30.000

Leilão da Receita tem Xiaomi a partir de R$ 450, consoles retrô do Japão e mais

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários