Wandavision foi a série mais pirateada do ano
Divulgação
Wandavision foi a série mais pirateada do ano

O steaming é muito prático e cômodo, mas também é caro, e muita gente prefere recorrer à pirataria para baixar seus filmes e séries sem desembolsar um tostão. Um ranking organizado pelo site TorrentFreak mostra que essa opção é bastante comum quando se trata de séries do Disney+.

A lista conta com os dez títulos mais baixados, e cinco deles são exclusivos do Disney+: Wandavision, Loki, Falcão e o Soldado Invernal, Gavião Arqueiro e What If...?.

A Netflix também está na relação, com os exclusivos The Witcher e Arcane — além de Rick and Morty, que é do Cartoon Network mas está disponível no serviço e no HBO Max.

As 10 séries mais baixadas por torrent em 2021

  1. Wandavision (Disney+)
  2. Loki (Disney+)
  3. The Witcher (Netflix)
  4. Falcão e o Soldado Invernal (Disney+)
  5. Gavião Arqueiro (Disney+)
  6. What If...? (Disney+)
  7. Fundação (Apple TV+)
  8. Rick and Morty (Cartoon Network/Netflix/HBO Max)
  9. Arcane (Netflix)
  10. A Roda do Tempo (Amazon Prime Video)

La Casa de Papel e Round 6 poderiam estar na lista

O ranking, porém, apresenta algumas distorções. Como o próprio site explica, a metodologia considera o número total de downloads. Assim, temporadas baixadas de uma vez só, em um único torrent, acabam contadas uma única vez.

O TorrentFreak estima que La Casa de Papel estaria em quinto lugar, e Round 6, em décimo, caso as devidas correções fossem feitas. Ambas são da Netflix, que costuma lançar temporadas inteiras de uma vez só.

Leia Também

Disney+ libera novos episódios toda semana

É claro que as séries da Marvel são sucesso de público e isso explica sua presença no ranking. Há outro fator, porém, que tem a ver com o Disney+ de modo mais amplo. O streaming adota a estratégia de liberar um episódio novo por semana.

Além de toda a expectativa que um episódio novo gera, a estratégia tem um lado comercial: segurar os assinantes do Disney+ por mais tempo. Isso também pode ter um efeito contrário: para não pagar todos os meses nem esperar para maratonar quando tudo estiver disponível, muita gente deve recorrer à pirataria.

Exclusividade impulsiona streaming desde 2018

Com a chegada dos serviços de streaming, o torrent vinha em baixa. Afinal, com preços acessíveis e acesso instantâneo a filmes e séries, o compartilhamento de arquivos deixou de ser tão atrativo. Em 2018, porém, isso começou a mudar.

Um relatório feito pela empresa Sandvine naquele ano mostrou que o tráfego de download e upload de arquivos por redes peer-to-peer voltou a crescer.

Naquela mesma época, serviços de streaming começaram a ter conteúdos exclusivos para atrair usuários. De lá para cá, vários estúdios lançaram suas próprias plataformas, como foi o caso justamente do Disney+.

O tiro parece ter saído pela culatra, já que fica mais caro assinar tudo para ver as produções em alta. A solução de muitas pessoas foi voltar a usar o velho torrent.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários