Samsung Galaxy S22 Ultra
Divulgação/Samsung
Samsung Galaxy S22 Ultra

Samsung apresentou o Galaxy S22 Ultra com especificações de ponta. Assim como nas gerações anteriores, o celular possui variantes com processadores diferentes: Exynos 2200 e Snapdragon 8 Gen 1. A edição com o chip da Samsung na ficha técnica avançada, no entanto, vem encarando travamentos e problemas na tela

Os relatos são voltados apenas para o modelo com o processador da Samsung. O modelo vendido em regiões como a Europa é embalado com o Exynos 2200, chip da marca sul-coreana anunciado em janeiro com gráficos da AMD. Mas, ainda que a fabricante ressalte que não há diferenças no desempenho entre as duas variantes, a realidade do dia a dia é diferente.

As queixas foram reveladas no XDA-Developers nesta quinta-feira (24). De acordo com um artigo publicado por Adam Conway, que possui uma unidade do Galaxy S22 Ultra com Exynos 2200 em mãos, o celular possui problemas de performance. Em um vídeo publicado no Twitter, o smartphone trava até para desbloquear a tela e abrir aplicativos do dia a dia, como o Spotify.

Conway também afirma que os engasgos aconteceram até durante a configuração inicial do sucessor do Galaxy S21 Ultra. Ele também demonstrou testes de benchmark que tiveram resultados inferiores ao Snapdragon 8 Gen 1. Além disso, esta não é a única crítica ao telefone: "o S22 Ultra é realmente lento, uau", disse Nils Ahrensmeier, do site alemão TechnikNews, nesta quarta-feira (23). 

Usuários relatam problemas na tela do Galaxy S22 Ultra

E os problemas não param por aí. Diferentemente do Galaxy S22 e S22+, o S22 Ultra oferece tela com resolução Quad HD+. Ou seja, caso o usuário queira, é possível recorrer às configurações do Android para mudar da resolução Full HD+ (2400 x 1080 pixels) para WQHD+ (3088 x 1440 pixels). Esta, porém, pode não ser uma boa ideia se você possui uma variante com Exynos.

Também pelo Twitter, um usuário demostrou o vídeo de uma unidade com que mostra a tela piscando. "Observe as falhas/artefatos gráficos no relógio da tela de bloqueio", diz o relato feito nesta terça-feira (22). A falha acontece ao configurar a resolução WQHD+, cores naturais e utilizar um papel de parede animado (live wallpaper).

Uma publicação na comunidade da Samsung explicou como reproduzir a falha no celular. Para isto, é preciso escolher a resolução WQHD+ e ativar a taxa de atualização de 120 Hz. Depois, é preciso escolher o papel de parede animado padrão da tela de bloqueio e tentar desbloquear o telefone usando uma impressão digital. "A mesma coisa acontece no modo de tela natural e assistindo YouTube", disse o usuário projectam.

Usuários relatam falha em tela do Galaxy S22 Ultra
Reprodução/Reddit
Usuários relatam falha em tela do Galaxy S22 Ultra

Falha atinge apenas unidades com Exynos 2200

Apesar de acontecer apenas em modelos com Exynos 2200, os motivos das falhas ainda não estão claros. A expectativa é de que o problema seja ocasionado por algum bug relacionado apenas ao software. Afinal, basta a Samsung liberar uma atualização para que tudo seja solucionado. Ainda assim, não é lá uma situação agradável para um celular que, na Europa, custa 1.299 euros (cerca de R$ 7.475 em conversão direta).

Leia Também

Felizmente, os brasileiros não devem encarar os episódios de lentidão e falhas na tela. Isto porque a Samsung, diferentemente das gerações anteriores, vende o celular no Brasil com o Snapdragon 8 Gen 1. Por ora, não há queixas relacionadas aos modelos com o processador da Qualcomm e nas demais edições da linha anunciada globalmente no começo de fevereiro. No Brasil, o preço sugerido do celular começa em R$ 9.499. 

O que diz a Samsung?

A Samsung se manifestou em um tópico publicado em sua própria comunidade. O comunicado da fabricante, no entanto, não falou sobre os engasgos do Galaxy S22 Ultra com Exynos 2200. Confira o posicionado publicado por um representante da fabricante a seguir:

"Estamos cientes de um número limitado de dispositivos Galaxy S22 Ultra apresentando uma linha pixelizada na tela quando o cliente joga o Youtube ou desbloqueia o dispositivo com impressões digitais.

Esse problema pode ocorrer raramente quando o usuário define a resolução do dispositivo para WQHD e o modo de tela para o modo Natural.

Já trabalhamos para desenvolver um patch no Galaxy S22 Ultra e lançaremos atualizações de software para resolver o problema em breve.

Recomendamos que, até lá, altere o modo de tela para Vívido ou a resolução para FHD+ do seu dispositivo.

E, por favor, mantenha seus dispositivos atualizados com o software mais recente".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários