Mudanças nos ícones do Google Chrome
Reprodução
Mudanças nos ícones do Google Chrome

Nesta semana, o Google liberou a versão beta do Chrome 100. A centésima versão do navegador mais popular do mundo trará algumas novidades funcionais, mas também introduz um prometido novo ícone, não necessariamente como forma de comemoração, mas para deixar o símbolo "mais acessível".

As diferenças em relação ao ícone atual — em uso desde 2014 — não são grandes. Basicamente, os efeitos de sombra foram removidos, as proporções dos elementos foram ajustadas e as cores ficaram um pouco mais intensas.

Parece até uma atualização preguiçosa, mas, talvez, essa seja só a impressão inicial. Historicamente, o ícone do Chrome acompanhou tendências design. Por exemplo, o símbolo da primeira versão, lançada em 2008, tinha características 3D condizentes com o que estava "na moda" naquela época.

Já o ícone introduzido em 2014 segue uma tendência minimalista que perdura até hoje, o que, provavelmente, explica a decisão dos designers do Google de não promover nenhuma mudança agressiva na mais recente atualização.

Leia Também

As mudanças podem ser sutis, mas ajudam a deixar o ícone mais acessível. Pelo menos é o que afirma Elvin Hu, designer do Google. Como? Atenuando uma vibração de cor desagradável que pode surgir quando certos tons de verde e vermelho estão próximos e permitindo que o ícone possa se adaptar mais facilmente à linguagem visual de sistema operacional, explica Hu.

Fim do modo lite e mais

É claro que um ícone atualizado discretamente não é a única mudança. O Chrome 100 também marcará o fim do modo lite, que faz uma espécie de compactação de tráfego para poupar a franquia de dados do usuário.

De acordo com o Google, os planos de internet estão cada vez mais baratos e há cada vez mais sites implementando recursos nativos de economia de dados, razão pela qual o modo lite perdeu utilidade.

Outras novidades incluem uma nova interface para gerenciamento de download, uma caixa de diálogo opcional para que o usuário confirme o fechamento de todas as abas abertas e o retorno da opção que, no desktop, permite silenciar uma aba com um clique sobre o ícone de alto-falante (essa função existia até 2018, quando foi alterada para um procedimento que exige clique com o botão direito do mouse). A versão final do navegador está prevista para ser lançada oficialmente em 29 de março.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários