Tamanho do texto

O caso já é o segundo que leva à morte após acidente com patinete elétrico no Brasil. Em Belo Horizonte, a vítima sofreu traumatismo craniano e não resistiu.

Olhar Digital

patinete elétrico arrow-options
Reprodução Grin
Homem sofreu acidente em patinete elétrico e não resistiu.


Um acidente envolvendo um patinete elétrico causou a morte de um empresário na noite de sábado (7) em Belo Horizonte (MG). Roberto Pinto Batista Júnior, 43 anos, estava circulando por uma ciclofaixa das ruas do centro da cidade quando caiu do veículo e bateu a cabeça em um bloco de concreto, tendo traumatismo craniano.

A secretaria de Saúde de Belo Horizonte afirmou que Roberto teve duas paradas cardiorrespiratórias no local do acidente. Ele chegou a ser atendido por uma ambulância, e foi levado para o pronto-socorro do Hospital João 23, mas não resistiu ao ferimento.

Leia mais: Patinete elétrico autônomo? Modelo volta à estação de recarga sozinho

Os equipamentos, que ganham cada vez mais popularidade em algumas capitais estaduais do país, foram alvos de críticas por não serem seguros e recentemente tiveram seu uso regulamentado em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro . Belo Horizonte ainda não possuí nenhuma legislação que regule o uso dos patinetes elétricos. Um projeto chegou a ser aprovado pela Câmara Municipal de Belo Horizonte, mas foi vetado pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD). Em nota, a prefeitura informou que está realizando estudos para regulamentar o uso.

A legislação impõe o capacete como equipamento de segurança obrigatório e veta o uso dos patinetes acima de uma velocidade de 20km/h. As multas variam de R$ 100 a R$ 20 mil e podem ser aplicadas tanto ao usuário quanto à empresa dona dos patinetes, em caso de infrações.

Leia também: Selfie mata? Em três anos, autorretrato com smartphone foi causa de 49 mortes

O Brasil, até agora, havia registrado apenas um outro acidente com morte envolvendo patinetes elétricos . Outros países que também adotaram o veículo como uma opção de transporte enfrentaram casos semelhantes nos últimos meses. Na França, por exemplo, um homem de 25 anos morreu em um acidente com patinete em Paris. Já em julho, uma youtuber britânica de 35 anos morreu após chocar-se com um caminhão.