Tamanho do texto

Os ônibus por aplicativo foram impedidos de circular na cidade depois que a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes da Cidade de São Paulo considerou que a nova modalidade de transportes é 'clandestina'

Olhar Digital

ônibus arrow-options
Divulgação
Os ônibus por aplicativo foram impedidos de circularem em São Paulo.


Como maneira de facilitar o transporte de moradores da região do ABCD para a capital paulista, a empresa Metra , em parceria com a plataforma UBus , colocou em circulação na semana passada um ônibus executivo que poderia ser solicitado por aplicativo . O veículo ligava a região de São Bernardo do Campo à região da Berrini, zona sul de São Paulo.

Entretanto, o serviço foi interrompido nesta semana após a Prefeitura de São Paulo considerar que a nova modalidade de transportes é " clandestina ". A Metra se defendeu da acusação informando que obteve autorização da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) para operar.

Leia também: China apresenta ônibus do futuro, que leva 1.200 pessoas e trafega sobre carros

A EMTU é uma empresa controlada pelo Governo do Estado de São Paulo . A circulação dos ônibus foi impedida pela Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes da Cidade de São Paulo . Ao que parece, houve uma falha de comunicação entre os dois órgãos, o que causou a interrupção do serviço.

Em nota divulgada, o órgão ligado à prefeitura declarou que "o serviço UBus não está credenciado e, portanto, é clandestino. O credenciamento visa garantir a segurança dos munícipes e prevenir a ocorrência de acidentes".

Leia também: Brasil recebe novidades da Uber; veja quais

Nas redes sociais, a Metra reforçou que possui autorização para circular entre São Bernardo do Campo e São Paulo, e que o seu setor jurídico está recorrendo da decisão para que o serviço seja retomado o mais rápido possível.

Ônibus por aplicativo

O grande atrativo da linha 376-SBC, como foi chamada, é a comodidade oferecida aos passageiros. Ao preço de R$ 14,50, o ônibus oferece poltronas reclináveis, ar condicionado, bagageiro, Wi-Fi e tomadas USB para a recarga de dispositivos.

Leia também: Patinete elétrico autônomo? Modelo volta à estação de recarga sozinho

Não há a presença de cobrador e nem catraca. O pagamento é feito pelo aplicativo UBus usando cartão de crédito e o cartão de transporte BOM. O usuário ainda pode definir seu ponto de partida e destino e, com esses dados, o aplicativo calcula qual o ponto de partida mais próximo para o passageiro.

Além do local, os usuários podem definir o horário que desejam viajar. O primeiro ônibus sai do Terminal Metropolitano de São Bernardo às 5h e o último deixa o local às 20h15. Também é possível reservar o assento antes da solicitação, já que o coletivo é de modelo executivo, no qual os passageiros não são transportados em pé.

    Leia tudo sobre: aplicativo