Tamanho do texto

Artistas de Realidade Virtual recriaram a Mona Lisa e a expuseram no museu francês, que reúne a maior coleção de Leonardo Da Vinci de todos os tempos

Olhar Digital

mona lisa arrow-options
Reprodução/Youtube
Mona Lisa 3D pode ser vista com óculos de realidade virtual


O Museu do Louvre , em Paris, recebe a maior exposição de Leonardo Da Vinci já vista. Entre as obras expostas está a Mona Lisa:Beyond the Glass , da HTC , uma versão em  3D  do famoso quadro do pintor. 

A ideia por trás da experiência criada pelo estúdio Emissive de Paris VR é ensinar mais sobre a pintura e a história da Mona Lisa . Eles queriam transmitir como o talento e a curiosidade científica de Da Vinci mudou a forma da realização da arte na época. "A composição e a técnica que ele usou foram uma revolução no momento, porque ele criou uma nova maneira de pintar as pessoas", afirmou Emmanual Goristein, diretor de arte do Emissive. 

Leia também: Isso é muito Black Mirror: pessoas podem conversar com holograma delas mesmas

Os artistas de VR usaram dados de raios-X, infravermelho e refração coletados pelo Louvre para inferir como era o rosto e o corpo da Mona Lisa , e estudaram esta perspectiva para deduzir o comprimento do seu nariz e outros detalhes. Eles se atentaram até mesmo nas roupas dela, a ponto de garantir que houvesse dobras nelas quando a mulher se mexesse. 

A equipe do Emissive também tentou recriar o cenário por trás da personagem. Eles primeiro a removeram do fundo, depois o estenderam e tentaram adivinhar como seria. "A paisagem por trás da Mona Lisa nunca teve a intenção de ser realista", disse Gorinstein. "Pelo contrário, vem da imaginação de Da Vinci e de seu conhecimento da geografia na região, e faz parte da mágica que torna a pintura tão misteriosa". 

Leia também: Pai e filho constroem uma Lamborghini usando impressora 3D

A versão 3D da Mona Lisa foi colocada na frente do fundo recém-recriado exatamente como ela está na pintura original. Algumas pinturas famosas expostas no museu descoloriram com o tempo e dificultaram o discernimento de detalhes. Mas renderizações infravermelhas do Louvre mostraram as peculiaridades de cada pincelada nas obras, incluindo a Mona Lisa