Olhar Digital

celular arrow-options
Unsplash/Taylor Grote
Com o celular passando por diversos locais, é importante higienizá-lo


A higiene é uma das medidas de prevenção mais importantes durante uma epidemia como a do coronavírus . Uma das recomendações do Centro de Controle de Doenças dos EUA é lavar as mãos frequentemente com água e sabão, especialmente após ir ao banheiro, antes de comer e após espirrar ou assoar o nariz.

Outra sugestão importante, e que muitos não estão seguindo, é “limpe e desinfete objetos e superfícies tocados frequentemente usando um spray comum de limpeza doméstica ou pano desinfetante”. E qual uma das superfícies mais tocadas durante o dia? Isso mesmo, seu smartphone .

Leia também: Google I/O é cancelado devido ao coronavírus

Pense sobre todos os locais que ele “frequenta” durante o dia. A mesa do trabalho, entre você e aquele colega que não para de espirrar. A mesa do restaurante. O balcão da padaria. O banheiro. E depois você coloca ele ao lado do rosto para telefonar. É praticamente uma “via expressa” para vírus e bactérias chegarem até você.

Como limpar?

Felizmente é fácil manter seu smartphone limpo. Basicamente, você só precisa dos mesmos produtos que usa para lavar as mãos: água, sabão e álcool gel, além de um pano macio.

A Apple recomenda limpar um iPhone com um pano limpo, macio e que não solte fiapos (panos de microfibra são os melhores), umedecido com água morna e sabão. É uma recomendação que vale também para smartphones Android .  O Google sugere: "quando necessário, use sabão comum ou lenços de limpeza"

Leia também: Ministério da Saúde lança aplicativo sobre o coronavírus

Note que o pano deve ser umedecido, nunca encharcado . Desligue o aparelho antes de começar a limpeza e, se possível, remova a bateria como precaução. Mesmo que seu smartphone tenha resistência à água você deve ter cuidado para não molhar portas e conectores , como a porta USB, conector para fones de ouvido ou a grade dos alto-falantes. Depois de limpo, seque seu smartphone com outro pano.

Nenhum fabricante aconselha o uso de produtos químicos para a limpeza, já que eles podem atacar a cobertura oleofóbica que é aplicada sobre a tela para reduzir as marcas de dedos, ou reagir com os plásticos usados na carcaça de aparelhos de entrada.

Leia também: OMS cria perfil no TikTok para informar sobre o coronavírus

Entretanto, se você realmente julgar necessário, pode usar panos umedecidos próprios para desinfecção, à base de álcool 70 (outras concentrações, mesmo maiores, não são tão eficazes) ou Lysol. Novamente, tomando o cuidado de proteger portas e conectores e secar bem todas as superfícies do aparelho antes de ligá-lo novamente.

Não se esqueça de limpar também a “capinha” de seu smartphone , que provavelmente está bem mais suja do que ele. Como ela não tem componentes eletrônicos, você pode usar a boa e velha mistura de água e sabão, ou mesmo álcool gel, novamente tomando o cuidado de secar bem ela antes de recolocá-la no aparelho.

    Veja Também

      Mostrar mais