Olhar Digital

Tinder
Unsplash/Kon Karampelas
Tinder vai lançar recurso de videochamadas


O Tinder anunciou nesta terça-feira (5) o lançamento de chamadas de vídeo individuais em seu aplicativo ainda neste ano. A revelação foi feita no balanço de resultados do Match Group, empresa controladora da marca. Poucos detalhes foram divulgados, mas esse será um grande lançamento por parte do Tinder. 

Chats de vídeo são muito mais difíceis de controlar do que mensagens de texto. Isso torna o ambiente mais propenso a abusos, ainda mais considerando que o Tinder tem milhões de usuários pelo mundo. Claro, a empresa provavelmente está preparando novas medidas de segurança para seu novo recurso. Os usuários também terão que se acostumar com a novidade de conversar por vídeo, e não só por texto.

O Match Group também deu atualizações sobre o desempenho de suas marcas durante a pandemia de Covid-19 , com a maior parte do mundo em quarentena ou lockdown, impedindo encontros reais. Segundo a empresa, o Tinder atingiu seu maior número de swipes (o movimento de deslizar o dedo para curtir ou rejeitar alguém) da história.

Leia também: Tinder bate recorde de uso durante isolamento social

As mulheres usuárias com menos de 30 anos também aumentaram seu número de swipes em 37% no mês de abril, em relação à última semana de fevereiro. Houve crescimento de 27% no número diário de mensagens enviadas em todos os produtos da companhia (OkCupid, Match.com e Hinge) no mês de abril, em comparação com fevereiro - número que foi 35% maior para usuários com menos de 30 anos.

No entanto, o Match Group notou um declínio na quantidade de usuários fazendo seu primeiro pagamento entre fevereiro e março, embora o número total seja maior do que o registrado em 2019. Mas a recuperação foi rápida, e a quantidade de assinantes voltou ao normal entre março e abril.

"Conforme as quarentenas se arrastam, vimos algum impacto nos usuários jovens do sexo masculino, enquanto houve certa recuperação no grupo acima dos 30 anos", disse a empresa.

Leia também: Mais contatinhos na quarentena: Tinder libera recurso Gold para todos

O impacto da pandemia sobre aplicativos de namoro deve ser visto ainda esse ano, embora as empresas estejam se esforçando para manter os usuários ativos com alterações em seus produtos. Se o isolamento durar mais algum tempo, é possível que as pessoas guardem os apps para quando finalmente puderem se encontrar pessoalmente.

"Esse período de isolamento teria sido muito mais difícil para as pessoas solteiras - que não têm mais outros meios de conhecer e se conectar, como bares e shows - se não fossem nossos produtos", conclui o Match Group.

    Veja Também

      Mostrar mais